Cumprimento à legislação

O Iate Clube assinou um contrato com a Nortec Engenharia, empresa especializada em manutenção preventiva e corretiva, instalação, desinstalação e remanejamento de equipamentos de ar-condicionado.

A contratação atende às exigências do Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), instituído pela Lei nº 13.589/18. Trata-se de um conjunto de documentos onde constam todos os dados da edificação, do sistema de climatização, do responsável técnico, bem como procedimentos e rotinas de manutenção comprovando sua execução.

De acordo com a lei, todos os edifícios de uso público e coletivo serão obrigados a fazer a manutenção periódica de seus sistemas de ar-condicionado. Com a contratação da Nortec, o Iate trabalha para prevenir ou minimizar riscos à saúde dos Sócios, funcionários e demais frequentadores e garantir a boa qualidade do ar interior, considerando padrões de temperatura, umidade, velocidade, taxa de renovação e grau de pureza.

Equipe do Iate é destaque em competição nacional realizada em Joinville

A equipe de Patinação Artística do Iate Clube de Brasília foi destaque na competição nacional realizada na cidade de Joinville. De acordo com a Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação, o evento reuniu mais de 600 participantes, sendo que 12 eram atletas Iatistas, que seguiram os rígidos protocolos de segurança sanitária estabelecidos na cidade. 

O time de atletas comandado pelos técnicos Eduardo Gravina e Tathiana Resende, e apoiado também pelas técnicas Caroline Rabelo, Gabriela Pacheco, Inês Santiago e Isabela Rachid, participou do Campeonato Brasileiro e do Torneio Nacional e Aspirantes de Patinação Artística, entre os dias 3 e 13 de junho, e trouxe um total surpreendente de 23 medalhas, sendo 12 de ouro, 4 de prata, 3 de bronze e 4 de quartos e quintos lugares. 

Participaram das competições as atletas Aline Meira, Antonella Bauer, Clara Barcelos, Gabriela Pacheco, Isis Franke, Juliana Diniz, Lívia Meira, Luísa Carvalho, Mariana Pêgas, Mell Barcelos, Monique Moisés e Pietra Bauer. 

As patinadoras Antonella, Clara e Lívia têm grandes possibilidades de representarem o Iate Clube no Campeonato Sul-Americano de Patinação Artística, previsto para meados de novembro, na Argentina. “Os eventos realizados referem-se às edições de 2020, adiadas em razão da pandemia. Caso não haja a edição de 2021, as atletas seguem direto para o sul-americano. Ainda assim, mesmo que a seletiva nacional deste ano aconteça, as chances de elas competirem fora do país e ainda de outras atletas do Iate Clube de Brasília serem selecionadas são bem altas”, explica Renata Bauer, vice-Diretora de Patinação Artística. 

Renata destaca, ainda, o ouro trazido pelas atletas Aline, Luísa, Mariana, Monique e Pietra e parabeniza todas as atletas, as quais apresentaram excelente performance. “As competições foram acirradas e nossas patinadoras mantiveram o foco, mesmo em uma situação totalmente adversa. Trazer para nosso Clube tantas conquistas significativas só demonstra o comprometimento excepcional das patinadoras e do corpo técnico com o esporte. Nosso Iate foi muito bem representado”, enfatiza a vice-Diretora. 

Os técnicos Tathiana Resende e Eduardo Gravina corroboram com a afirmação de Renata Bauer. Segundo eles, mesmo durante os períodos de fechamento do Clube, foram adotadas estratégias de treinamento para que a equipe se mantivesse ativa e não recuasse no processo evolutivo.

“Utilizamos os espaços públicos para treinar em dias de tempo favorável, as estruturas que cada um tinha em casa e trabalhamos bem tanto a parte de condicionamento quanto a parte teórica do esporte. Foram dias de muita ansiedade e incertezas, mas o que vimos no campeonato e no torneio foram atletas concentradas, apaixonadas pelo esporte e com vontade de vencer”, finalizam os técnicos. 

Começam os preparativos para o VI Iate In Concert

Nesta semana, o Comodoro Flávio Pimentel; o Presidente do Conselho Deliberativo, Edison Garcia; e o Diretor Cultural, Flávio Schegerin Ribeiro, estiveram com o secretário de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, Bartolomeu Rodrigues.

Na pauta, um pedido muito importante: disponibilizar a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro (OSTNCS) para se apresentar na sexta edição do Iate In Concert, um dos maiores eventos de música clássica do DF. O secretário confirmou a presença da atração. 

“O Iate In Concert é um evento que se consagrou no Clube desde a sua criação em meu mandato, no ano de 2015. Esse projeto constou em minha proposta de campanha à comodoria em 2013 e me empenhei em cada detalhe para sua concepção. Fiquei muito feliz quando o Comodoro Flávio Pimentel me disse que queria dar seguimento ao projeto e pediu minha ajuda na liberação junto à Secretaria de Cultura do GDF”, relata Edison Garcia. 

Flávio Schegerin detalha que estas foram as primeiras tratativas para a retomada do Iate In Concert. “Vislumbramos que, com o avanço da imunização da população e a consequente queda dos casos da Covid-19, amparados legalmente no que se refere a realização de shows, temos as condições necessárias para realizar esse espetáculo com segurança, mediante o cumprimento do protocolo sanitário vigente à época”, explica o Diretor Cultural. 

Segundo Schegerin, o evento está previsto para acontecer no dia 18 de setembro. “Nesta edição, contaremos com mais inovação e tecnologia, pois, em razão da pandemia, o evento será realizado em formato híbrido, ou seja, presencial e por meio de transmissão simultânea nas redes sociais (live), a fim de democratizar o acesso à cultura por meio da música clássica e de ampliar o alcance desse maravilhoso evento,  seja para os Iatistas, seja para os amantes da música clássica em todo o mundo. Em estudo, ainda, está a possibilidade e a viabilidade de agregarmos telões de alta definição virados para a orla, possibilitando aos tripulantes assistirem ao espetáculo de suas embarcações”, detalha o Diretor. 

O Comodoro Flávio Pimentel ressalta que o Iate In Concert, apesar do novo formato, manterá a sua tradição de arrecadar alimentos. “Faremos um evento belo, grandioso, solidário e seguro para a Família Iatista, retomando o nosso calendário de atividades socioculturais”, finaliza.

Sócia é campeã em Mogi das Cruzes

O beach tennis brasileiro, que é uma potência mundial no circuito profissional, prepara os futuros talentos da modalidade. E a base vem forte: no último fim de semana foi disputada a primeira etapa do Circuito Nacional Infantojuvenil de Beach Tennis, que contou com a participação de cerca de 140 atletas entre 12 e 18 anos, em Mogi das Cruzes (SP).

E teve Iatista no topo do pódio: a atleta Júlia Vasconcelos sagrou-se campeã na categoria individual Sub 14. Em dupla, ela e a jogadora Antonella Dias, de Maringá (PR), conquistaram o vice-campeonato da mesma categoria. A beach tenista ainda chegou até as oitavas de final na categoria tie-break na modalidade mista Sub 14.

A vice-Comodoro e Diretora do Espaço Saúde, Cecília Moço, que também é atleta do beach tennis, parabeniza Júlia pelos excelentes resultados, bem como os demais atletas do Clube que têm se destacado nas competições regionais e nacionais.

Marcelo Verano, vice-Diretor de Beach Tennis e vice-Diretor Administrativo da Academia, comenta que Júlia faz parte do projeto de treinamento e preparação física, uma parceria da Academia com as Diretorias de Esportes, que tem gerado excelentes resultados para o Clube. “Atletas do tênis, da natação, da patinação, da vela e de outras modalidades esportivas também já começaram a colher os frutos e estamos muitos felizes em poder contribuir para que eles tenham o destaque que merecem”, comemora Verano.

Para mais informações sobre as aulas de beach tennis e sobre o projeto de preparação física, entrem em contato com a Secretaria de Esportes Coletivos e com a Academia do Clube, respectivamente.

Sócios prestigiam a Caminhada da Amizade

Realizada no último sábado, 12 de junho, a Caminhada da Amizade foi um sucesso! Participaram do evento 30 Associados, entre eles o Comodoro Flávio Pimentel e sua esposa Chris, o vice-Comodoro Maurílio Santinello e a Presidente do Emiate, Eliete de Pinho Araujo. 

Todas as fotos do evento estão disponíveis aqui no site do Clube.

Resultado da Regata Ele & Ela

No dia 13 de junho, foi realizada a Regata Ele & Ela, em homenagem ao Dia dos Namorados. A largada aconteceu em frente ao Iate Clube de Brasília (raia norte) e chegou no Cota Mil Iate Clube (raia sul). 

O barco Aconchego, comandado por Ney Barros e Giovanna Barros, conquistou o 1º lugar no Grupo A; já a embarcação Ventania, guiada por Felipe Rondina e Luiza Abud, conquistou o 1º lugar na Flotilha Delta 26; e o barco Paturi, sob os comandos de Christian e Victoria Shaw, conquistou o 1º lugar na Flotilha Fast 230. Todas as embarcações eram do Iate Clube de Brasília.

Programem-se para os próximos eventos

No final de junho e início de julho, teremos alguns eventos importantes no nosso calendário náutico.
Além dos que constam da tabela abaixo, de 23 a 25, acontece a Copa Vela Master da Classe Laser. Fiquem ligados e não percam as inscrições.

Velejadores se destacam no 25º Campeonato Sudeste Brasileiro da Classe Laser Radial e 4.7

Entre os dias 3 e 6 de junho, o Iate Clube do Rio de Janeiro foi sede do 25º Campeonato Sudeste Brasileiro da Classe Laser Radial e 4.7. A competição reuniu 41 atletas na Baía de Guanabara.

O Iate Clube de Brasília foi representado pela equipe Iatista composta pelos atletas Felipe Rondina, Júlia Sampaio, Rafael Trindade e Johann Fenselau, além do técnico Gabriel Raulino.

O Clube parabeniza todos os velejadores pelo excelente desempenho, especialmente, Felipe de Santa Ritta e Rondina pela conquista do 1º lugar na Classe Laser Radial e Júlia Vilas Boas de Azevedo Sampaio, campeã na Classe Laser 4.7.

Esta foi a primeira vez que os atletas competiram com os barcos adquiridos por meio do Edital nº 7 do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), o qual o Clube recebeu recursos para atualizar e modernizar os parques esportivos destinados aos atletas em formação, na forma do Programa de Formação de Atletas do CBC.

Júlia conta que a vitória foi uma grata surpresa, pois as condições no mar são sempre mais difíceis. “Preparei-me muito para esta competição com várias horas de treinos na água com o técnico Gabriel Raulino, além da parte física, realizada na Academia por meio do programa de treinamento para os atletas do Iate”, detalha a velejadora que, agora, se prepara para o Sul-Americano da Classe Laser, a ser realizado em setembro.

Felipe Rondina acredita que as várias horas de treino na água com a flotilha animada fizeram diferença para que a equipe chegasse animada ao campeonato. “Fiquei muito feliz e realizado com a vitória no Rio! Velejar lá é um pouco diferente pelas condições de maré e do vento, mas conseguimos nos adaptar muito rápido a isso. Os resultados mostram que o projeto do Clube está no caminho certo”, analisa Rondina.

Ele também irá se preparar para o sul-americano de setembro, bem como para o Campeonato Brasileiro, que acontece em novembro, em Porto Alegre. “Vou tirar apenas alguns dias de descanso e voltar com foco total rumo a esses dois títulos. Oportunamente, agradeço o apoio do Iate, do técnico Gabriel Raulino, do GDF e da Allcatrazes, pois estão sendo fundamentais nessa campanha”, finaliza Felipe.

Conselheiro Edward Borba faz análises sobre pareceres de pautas estratégicas

Nesta e na próxima semana traremos uma matéria aqui para o site, em formato de entrevista, com os presidentes das Comissões do Conselho Deliberativo, os quais apresentarão aos Sócios os assuntos que serão deliberados na reunião do pleno no dia 21 de junho.

A iniciativa, segundo o Presidente do Conselho, Edison Garcia, é que cada Comissão explique a sua visão sobre o tema, com base no parecer formulado pelos membros, mostrando aos Associados como tem sido tratadas algumas questões que impactam diariamente o Clube.

A pauta da primeira entrevista será a Comissão de Governança, Inovação e Compliance (GIC) do Conselho Deliberativo, composta pelos Conselheiros Edward Borba, André Carrara e Helton Costa e visa propor avanços e mecanismos de suporte à governança da atual gestão. 

Neste primeiro semestre, a pedido do Presidente Garcia, a Comissão se debruçou sobre duas pautas estratégicas: tecnologia e aquisições. Veja na entrevista a seguir o balanço que Borba (foto) faz dos resultados alcançados até o momento.

Em seu primeiro parecer, a Comissão avaliou o Programa de Tecnologia da Informação e Inovação (PTII). Quais são os avanços propostos pela Comodoria? 

A tecnologia é fator crítico de sucesso de todas as organizações modernas. No Iate, ela nos afeta desde a chegada ao Clube até a prestação de contas aos Associados. O PTTI se mostrou uma peça madura e consistente, que cuida, concomitantemente, da sustentação tecnológica e das inovações necessárias para garantir a melhor experiência do Iatista com os serviços do Clube. 

O programa define eixos e projetos estruturantes de segurança lógica e física, como a migração do parque tecnológico para a nuvem, a desburocratização e a eficiência administrativa com assinaturas digitais de documentos e a adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que trarão a segurança jurídica e técnica da gestão de informações e processos do Clube.  

No eixo da inovação, o PTII prevê a modernização de diversos serviços e da infraestrutura tecnológica, bem como a criação de ferramentas de inteligência de negócios para melhor subsidiar a tomada de decisões do Clube, baseada em análise de dados em futuro próximo. 

Qual foi o entendimento da Comissão? 

Na análise, a Comissão GIC identificou como oportunidade de melhoria ao PTII a complementação da gestão orçamentária dos projetos, bem como o refinamento da priorização das ações em seu cronograma ao longo do triênio. Acreditamos que a gestão está no caminho certo da inovação tecnológica, que já vem trazendo alguns frutos do trabalho para o Associado. 

E em relação ao segundo parecer? 

O segundo parecer abordou as aquisições, função crítica dentro do Iate, posto que realiza centenas delas por ano. A demanda tratava, especificamente, de uma adequação no Regimento Interno, acerca das atribuições da Comissão Permanente de Licitação (CPL), a fim de suprir a lacuna regulamentar identificada pela atual gestão. Em suma, propunha uma ordenação procedimental dos trabalhos da CPL.  

A Comissão GIC concluiu que a medida atendeu ao objetivo específico e fez breves sugestões. Entretanto, também viu a oportunidade de ampliar a discussão sobre uma modernização mais profunda do modelo de aquisições do Iate. 

 

As proposições sugeridas visam dar mais celeridade aos processos de compras?  

A Comissão fez um benchmarking de estratégias de aquisição adotadas por clubes de expressão nacional e confirmou que o Iate precisa investir na modernização de seu processo. Atualmente, a regulamentação do Clube é típica de aquisições públicas, com excesso de ritos para todas as compras, sem autonomia de alçadas de autorizações aos gestores para compras corriqueiras, o que torna ineficiente o processo geral no cotidiano.  

Somos uma associação privada; podemos e devemos adotar práticas mais eficientes que garantam a agilidade e a economicidade nas compras do Iate, sem perder a segurança. A proposta é deixar processos licitatórios mais elaborados para grandes aquisições e obras que demandam ritos mais pesados. 

Qual balanço a Comissão faz sobre este primeiro semestre de trabalho? 

É o começo dos trabalhos da Comissão. Esperamos continuar os trabalhos ao lado da gestão, dialogando e buscando soluções conjuntas para a modernização e a melhoria dos serviços do Clube para o Associado, cuidando sempre da boa governança de nosso patrimônio.