Regulamento de Acesso ao Clube é atualizado pelo Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo aprovou nesta quinta-feira (28) mudanças pontuais no Regulamento de Acesso ao Clube (RAC), entre elas o acesso e circulação de bicicletas e patinetes nas dependências do Clube e a regulamentação que permite ao sócio adquirir até 12 convites extras por bimestre.

A atualização das normas para concessão de ajuda de custo a atletas do Iate foi outro tema ratificado na reunião do colegiado. Por unanimidade, o parecer apresentado pela Comissão da Área Esportiva foi aprovado sem alterações. Na leitura do relatório, Edward Cattete defendeu que valorizar os competidores que carregam a bandeira do Iate vai ao encontro de potencializar a divulgação da marca institucional.

“É importante que a ajuda de custo tenha critérios claros e objetivos, com base no desempenho e no potencial técnico. Entendemos que essa medida vai nos permitir atrair atletas de ponta, ampliar e estimular a prática esportiva internamente e enobrecer o título do sócio do Clube”, ressaltou.

Modernização do RAC

Dois dispositivos do Regulamento de Acesso ao Clube foram normatizados pelos conselheiros. O relatório apresentado pela comissão presidida por Hegler Barbosa instituiu como se dará o acesso e a circulação de bicicletas, patinetes e afins. A principal inovação do texto é a proibição de que menores de 12 anos trafeguem pelas vias do Iate manuseando esses meios de transporte. “Quando o pedestre estiver utilizando a bicicleta ou patinete para locomoção nas dependências do Clube, nós o remetemos a um outro regulamento que o Iate possui, que trata  da circulação de veículos”, apontou.

Também foi regulamentada a possibilidade de o sócio adquirir até 12 convites extras por bimestre mediante pagamento. Essa medida, vale ressaltar, não afeta o direito que o associado possui de retirar quatro convites gratuitos bimestrais. “Não retiramos direito algum, apenas ampliamos a quantidade de convites por bimestre, para que o sócio tenha liberdade de usar ou não em casos eventuais. Vamos monitorar e analisar para que isso atenda ao quadro social da melhor forma”, enfatizou Barbosa.

No relatório proposto para modernizar o RAC, a comissão sugeriu disciplinar limites e estabelecer regras de transparência, que incluiam a publicidade dos nomes dos convidados e membros da Administração que fizessem uso dos chamados convites extraordinários. Essas entradas são emitidas em caráter excepcional para conselheiros e diretores, mediante justificativa prévia. A limitação da retirada desses convites foi rejeitada por 23 votos a 21. Com isso, permanece valendo a regra atual de expedição de convites para eventos. “Não retiramos direito algum, apenas ampliamos a quantidade de convites por bimestre, para que o sócio tenha liberdade de usar ou não em casos eventuais. Vamos monitorar e analisar para que isso atenda ao quadro social da melhor forma”, enfatizou Barbosa.

No relatório proposto para modernizar o RAC, a comissão sugeriu disciplinar limites e estabelecer regras de transparência, que incluíam a publicidade dos nomes dos convidados e membros da Administração que fizessem uso dos chamados convites extraordinários. Essas entradas são emitidas em caráter excepcional para conselheiros e diretores, mediante justificativa prévia. A limitação da retirada desses convites foi rejeitada por 23 votos a 21. Com isso, permanece valendo a regra atual de expedição de convites para eventos.

Homenagem

O Conselho Deliberativo, na figura de seu presidente Edison Garcia, prestou uma linda homenagem ao fundador e benemérito Léo Sebastião David, que faleceu aos 92 anos, no último domingo (24). A cerimônia contou com a presença do também fundador e benemérito Alvaro Sampaio.

Advogado e um dos pioneiros da capital federal, David desembarcou em Brasília em 1957. Ao lembrar do amigo e companheiro de longa data, Edison Garcia referiu-se a ele como um homem convicto e que amava incondicionalmente o Iate Clube de Brasília.

“Foi com muita dor que eu e o Comodoro Flávio Pimentel levamos a bandeira do Iate em sua despedida. Léo era alguém com visão democrática, que sempre manteve sua postura firme e sua altivez jurídica. Desbravador do Clube, cumpriu a sua missão e deixa uma história de honradez, pautada no lema que carregarei sempre comigo: a melhor liderança é a que se faz pelo exemplo”, salientou.

A família do querido fundador e benemérito recebeu uma placa em respeito e agradecimento aos serviços prestados ao Iate Clube. A 1ª vice-presidente Ana Cláudia Barreto entregou flores à esposa de Léo Sebastião David, Andréia Cristina Nogueira Rigueira, e à filha, Ignez Maria David Bressan. “Quero agradecer a Homenagem linda e o respeito que sempre tiveram por ele, estará sempre estará vivo no Clube”, disse Ignez.