Diretoria apresenta mudanças nas Escolas de Esportes Aquáticos

A Diretoria de Esportes Individuais vem, desde o ano passado, realizando estudos para resolver problemas crônicos e buscar atender às demandas dos associados referentes às Escolas de Natação, bem como dos esportes aquáticos praticados nas piscinas do Iate Clube de Brasília. 

A seguir, são apresentadas as medidas que foram implementadas ou estão em curso, bem como as novidades, a exemplo da Natação Baby. 

Novo controle de frequência nas Escolas de Natação

No final de 2021, o Iate adquiriu uma catraca de reconhecimento facial, que será utilizada para substituir a lista de presença feita de forma manual pelos professores. O equipamento passou por vários testes com grau de eficiência.

Assim, a partir deste mês, todos os alunos matriculados nas escolinhas deverão fazer o cadastramento. Para isso, basta comparecer à Secretaria de Esportes Individuais. 

“A proposta é monitorar a frequência dos alunos, de forma ampla e dinâmica, a partir desse controle mais eficaz, mais fidedigno e sem nenhum tipo de inconsistência.  Dessa forma, teremos uma ferramenta isenta de erros para desligar os alunos faltosos e agilizar ainda mais a chamada da lista de espera”, explica Gilson Machado da Luz, Diretor de Esportes Individuais. 

Medidas para diminuir a lista de espera

Além da aquisição da catraca de reconhecimento facial, a Diretoria vem adotando diversas tratativas no sentido de diminuir a lista de espera da Escola de Natação, a qual chegou a ter 1370 solicitações de crianças inscritas em diversos horários, no começo da Gestão 2020-2023.

Nesse sentido, foi realizado um mapeamento completo de uso e utilização das 16 raias das piscinas coberta e descoberta, cuja finalidade era tentar aumentar a quantidade das turmas Kids 1, 2 e 3, Pré-mirim, Mirim, Petiz e Infantil, sem impactar, abruptamente, as diversas modalidades e categorias que frequentam diariamente as piscinas, como aulas de recreação e de condicionamento; das equipes Master, Touca Estrela e de alto rendimento; de Deep Water e de Polo Aquático (além dos jogos dessa última modalidade); bem como dos sócios que só querem nadar.  

“Não é difícil imaginar o quanto é desafiador administrar todas essas atividades em um espaço físico tão reduzido e as consequências que qualquer alteração que impacte a vida de um usuário afeta o nosso estudo”, acrescenta o Diretor. 

Feito o detalhamento, foi possível criar novas turmas e horários, inclusive aos finais de semana – o que não existia anteriormente; contratar novos professores; e aumentar a carga horária dos profissionais, mesmo tendo sérias restrições orçamentárias em virtude do aumento da folha salarial. Hoje, o Iate oferece 89 turmas de natação.

Com a finalidade de diminuir a quantidade de atestados médicos que eram apresentados para justificar faltas, o Regulamento de Projetos Esportivos foi alterado e limitou a apenas um atestado por mês.

No mesmo regulamento, o prazo para efetivar a matrícula também sofreu alterações, tornando-o mais célere. Agora, após a convocação da vaga na lista de espera por e-mail, celular e WhatsApp, o responsável pela criança em lista de espera tem apenas três dias úteis para finalizar o processo, sob pena de perder a vaga, que passa a ser do próximo colocado.

De maio de 2021 até agora, a Secretaria de Esportes Individuais fez 1961 ligações para efetivar matrículas da lista de espera, sendo 1293 delas para a modalidade natação. Entre desistências de horários solicitados e perdas de prazo regulamentar, 433 matrículas foram realizadas. 

Atualmente, há 524 crianças na lista – muitas ainda sem a idade mínima para frequentar o projeto. “A equipe segue trabalhando para encaixar mais alunos crianças, mas sabemos o quanto isso é difícil, pois, a cada dia, chegam novos pedidos de matrículas”, relata Luz. 

Ademais, é sabido que, esgotadas todas as possibilidades de aumento de horários ou turmas, em vista das restrições de infraestrutura e logística do uso compartilhado das raias das piscinas, a lista de espera só é acionada em caso de desistências ou desligamentos efetuados pela Secretaria de Esportes.

Natação Baby está chegando novamente ao Clube

Procurando atender ao anseio de parte do Quadro Social, a partir da segunda quinzena de março, a empresa Aquaeduc Método de Aprendizagem e Condicionamento Físico irá ministrar as aulas da Natação Baby, destinada às crianças de 6 meses a 3 anos. Os encontros serão na piscina do Toboágua.

Além da contratação, foi construído um espaço destinado à troca de roupas dos bebês, ao lado da piscina, para dar total comodidade aos usuários.

A Secretaria está entrando em contato com os associados que já deixaram o nome na lista, após matéria publicada no ano passado no Jornal do Iate. Para os demais interessados, as matrículas estão abertas e o custo da mensalidade será de R$ 230 mensais.