Regulamento de Acesso ao Clube é atualizado pelo Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo aprovou nesta quinta-feira (28) mudanças pontuais no Regulamento de Acesso ao Clube (RAC), entre elas o acesso e circulação de bicicletas e patinetes nas dependências do Clube e a regulamentação que permite ao sócio adquirir até 12 convites extras por bimestre.

A atualização das normas para concessão de ajuda de custo a atletas do Iate foi outro tema ratificado na reunião do colegiado. Por unanimidade, o parecer apresentado pela Comissão da Área Esportiva foi aprovado sem alterações. Na leitura do relatório, Edward Cattete defendeu que valorizar os competidores que carregam a bandeira do Iate vai ao encontro de potencializar a divulgação da marca institucional.

“É importante que a ajuda de custo tenha critérios claros e objetivos, com base no desempenho e no potencial técnico. Entendemos que essa medida vai nos permitir atrair atletas de ponta, ampliar e estimular a prática esportiva internamente e enobrecer o título do sócio do Clube”, ressaltou.

Modernização do RAC

Dois dispositivos do Regulamento de Acesso ao Clube foram normatizados pelos conselheiros. O relatório apresentado pela comissão presidida por Hegler Barbosa instituiu como se dará o acesso e a circulação de bicicletas, patinetes e afins. A principal inovação do texto é a proibição de que menores de 12 anos trafeguem pelas vias do Iate manuseando esses meios de transporte. “Quando o pedestre estiver utilizando a bicicleta ou patinete para locomoção nas dependências do Clube, nós o remetemos a um outro regulamento que o Iate possui, que trata  da circulação de veículos”, apontou.

Também foi regulamentada a possibilidade de o sócio adquirir até 12 convites extras por bimestre mediante pagamento. Essa medida, vale ressaltar, não afeta o direito que o associado possui de retirar quatro convites gratuitos bimestrais. “Não retiramos direito algum, apenas ampliamos a quantidade de convites por bimestre, para que o sócio tenha liberdade de usar ou não em casos eventuais. Vamos monitorar e analisar para que isso atenda ao quadro social da melhor forma”, enfatizou Barbosa.

No relatório proposto para modernizar o RAC, a comissão sugeriu disciplinar limites e estabelecer regras de transparência, que incluiam a publicidade dos nomes dos convidados e membros da Administração que fizessem uso dos chamados convites extraordinários. Essas entradas são emitidas em caráter excepcional para conselheiros e diretores, mediante justificativa prévia. A limitação da retirada desses convites foi rejeitada por 23 votos a 21. Com isso, permanece valendo a regra atual de expedição de convites para eventos. “Não retiramos direito algum, apenas ampliamos a quantidade de convites por bimestre, para que o sócio tenha liberdade de usar ou não em casos eventuais. Vamos monitorar e analisar para que isso atenda ao quadro social da melhor forma”, enfatizou Barbosa.

No relatório proposto para modernizar o RAC, a comissão sugeriu disciplinar limites e estabelecer regras de transparência, que incluíam a publicidade dos nomes dos convidados e membros da Administração que fizessem uso dos chamados convites extraordinários. Essas entradas são emitidas em caráter excepcional para conselheiros e diretores, mediante justificativa prévia. A limitação da retirada desses convites foi rejeitada por 23 votos a 21. Com isso, permanece valendo a regra atual de expedição de convites para eventos.

Homenagem

O Conselho Deliberativo, na figura de seu presidente Edison Garcia, prestou uma linda homenagem ao fundador e benemérito Léo Sebastião David, que faleceu aos 92 anos, no último domingo (24). A cerimônia contou com a presença do também fundador e benemérito Alvaro Sampaio.

Advogado e um dos pioneiros da capital federal, David desembarcou em Brasília em 1957. Ao lembrar do amigo e companheiro de longa data, Edison Garcia referiu-se a ele como um homem convicto e que amava incondicionalmente o Iate Clube de Brasília.

“Foi com muita dor que eu e o Comodoro Flávio Pimentel levamos a bandeira do Iate em sua despedida. Léo era alguém com visão democrática, que sempre manteve sua postura firme e sua altivez jurídica. Desbravador do Clube, cumpriu a sua missão e deixa uma história de honradez, pautada no lema que carregarei sempre comigo: a melhor liderança é a que se faz pelo exemplo”, salientou.

A família do querido fundador e benemérito recebeu uma placa em respeito e agradecimento aos serviços prestados ao Iate Clube. A 1ª vice-presidente Ana Cláudia Barreto entregou flores à esposa de Léo Sebastião David, Andréia Cristina Nogueira Rigueira, e à filha, Ignez Maria David Bressan. “Quero agradecer a Homenagem linda e o respeito que sempre tiveram por ele, estará sempre estará vivo no Clube”, disse Ignez.

Dupla do Iate vence no Follow the Beach

Terminou no domingo, 24, o Follow the Beach Copacabana, maior torneio do mundo com dois mil atletas de 16 países e premiação de  R$ 300 mil, realizado na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. A competição é um dos Big 3 do esporte e foi transmitida para mais de 80 países. 

Além da arena principal, o complexo contou com mais 26 quadras iluminadas. O público lotou os três mil lugares na arquibancada e incentivou as duplas brasileiras, inclusive os atletas do Iate.

A comitiva do Clube era composta pelos beach tennistas: Kátia Santana; Eduardo; Juliana e Luiza Breciannine; Carla e Caio Aquino; Daniele e Rodrigo Berrogain, Marcelo Holanda e Cibele; Cecília e Nelson Moço; Marcelo Andrade e Alessandra Mattos; Mário e Erica Gorini; Sérgio e Patrícia Palhares; Patrícia Cavalcante e Vander Ribeiro; Amanda Campos; Marcelo e Maria Eduarda Verano; André Limeira; e Fernanda Favila.

Destaca-se o vice-campeonato conquistado pelos sócios Amauri e Vítor Lellis na categoria pais e filhos Sub-14. 

Parabéns a todos os participantes!

.

1ª prova do Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas

Nos dias 17 e 18 de julho, aconteceu a 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Maratonas Aquáticas, realizada em São Luís (MA). A competição contou com a participação de 254 atletas de diferentes clubes do Brasil, e o Iate Clube foi representado pelos nadadores Arthur Castro e Kenue Santana. 

Na prova de 7,5 km, Arthur Castro conquistou a 4ª posição, enquanto Kenue Santana se estabeleceu com o 5º lugar. Ao disputarem a prova de 5km, Kenue ficou com o 3º lugar, enquanto que Arthur alcançou a 4ª posição. 

A vice-Diretora de Esportes Aquáticos, Ignez David, expressa satisfação pelas colocações e deseja um desempenho igualmente fantástico nas próximas provas. “Nossos atletas nos mostram, cada vez mais, o quão hábeis e talentosos são e, por esses motivos, alcançaram suas respectivas posições. Acreditamos que, nas próximas provas, os resultados serão igualmente satisfatórios. Desejamos a eles boa sorte nas próximas etapas”, declara Ignez David.

Kenue ficou com o 3º lugar na prova de 5km

Domínio nas piscinas do Torneio Centro-Oeste de Natação

Durante os dias 1º e 3 de julho, 104 atletas do Distrito Federal, dos quais 37 eram do Iate Clube de Brasília, participaram do Torneio Centro-Oeste de Natação Infantil a Sênior em Anápolis, Goiás. A competição contou com 204 provas.

Individualmente, os atletas do Iate conquistaram 16 novos recordes. O Clube também foi o destaque do torneio nas provas por equipes. Os resultados renderam o título de campeão nas categorias Absoluto, Juvenil e Sênior. No total, os atletas trouxeram para casa 43 medalhas de ouro, 30 de prata e 27 de bronze. 

O evento foi o último antes dos Campeonatos Brasileiros de Categorias que se iniciam nas próximas semanas. “Nossos atletas estão em fase de ajustes e muito animados para disputar o campeonato mais importante das categorias Infantil, Juvenil e Júnior”, revela Ignez David, vice-Diretora de Esportes Aquáticos. 

Para que o evento transcorresse com muita segurança, o Clube, inclusive, ofereceu a sua infraestrutura para que a delegação fizesse o teste RT/PCR antes de seguir para a competição.

Na foto abaixo, os técnicos do Iate com os quatro atletas que foram destaques com os Troféus Eficiente (Cibele Gomes – Juvenil I e Miguel Garcia – Junior I) e Índice Técnico (Isabela David – Juvenil II e Paula Vaz – Sênior).

Comunicados da Diretoria de Esportes Coletivos

Atendimento aos Sócios

Nos dias 5 e 6 de julho, a Secretaria de Esportes Coletivos passará por uma reforma na parte interna. Sendo assim, o atendimento presencial será feito na Tribuna do Futebol ou pelo telefone (61) 9. 9942-5754, falar com Ubirajara ou Anna Géssica.

Recesso das Escolinhas de Esportes Coletivos

A Diretoria de Esportes Coletivos comunica aos Sócios que, de 17 de julho a 1º de agosto, haverá recesso para as seguintes modalidades: futebol (escolinha e equipe); futsal (escolinha e equipe); voleibol; beach tennis; e basquete.

 

 

Atletas do Iate se destacam no circuito do DF

Em dois torneios do circuito de Brasília de tênis de mesa, nas etapas de maio e de junho, o Iate já mostra o resultado do desenvolvimento da modalidade.

Seus atletas, todos alunos na escola do Iate, trouxeram quatro medalhas para o Clube, após as participações no 36º Torneio FitPong e no Torneio Aberto de Tênis de Mesa.

No Torneio FitPong Kids, Dante Mancebo foi o campeão, ficando Vinícius de Lima com o vice-campeonato. Já no Torneio da AABB, Davi Haje conquistou o 2° lugar e Bernardo Peixe o 3°. Parabéns a todos!

2ª Etapa do Campeonato Brasiliense de Judô

No dia 26 de junho, a Federação Metropolitana de Judô (FEMEJU) realizou a 2ª Etapa do Campeonato Brasiliense de Judô, no ginásio de esportes da Candangolândia. 

A equipe Iatista foi representada por sete atletas das categorias Sub 13, 15, 18 e 21 e Sênior, que competiram com judocas de diferentes regiões do país. 

O Iate Clube parabeniza a todos pelos excelentes resultados.

Editorial: Palavra do Presidente do Conselho Deliberativo

Sustentabilidade – Energia Limpa e o Meio Ambiente

O dia 29 de maio foi definido como o Dia Mundial da Energia, como forma de conscientizar a sociedade do uso de energia limpa e a importância do consumo com racionalidade. A partir daí, cresce a necessidade de se caminhar para as alternativas de geração limpa e renovável como forma de colaborar na preservação do meio ambiente. Já no dia 5 de junho, neste sábado, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.

As duas celebrações serem tão próximas tem razão de ser, considerando que a mudança da matriz energética é um passo importante para a preservação ambiental. Em todo o mundo, a migração para a energia limpa e renovável avança rapidamente, de forma a diminuir a dependência de fontes não renováveis. No Brasil, a energia hídrica é a principal fonte utilizada, porém, até por ficar sujeita às oscilações climáticas, quando secas prolongadas acabam encarecendo o seu fornecimento, outras matrizes energéticas vêm ganhando espaço, em especial a eólica e a fotovoltaica.

No Distrito Federal, temos a energia solar como grande aliada. Brasília tem períodos longos de seca sem nuvens e grande insolação, solo plano e propício para a instalação de usinas de geração com captação solar.

Em 2017, à época como Comodoro do Iate, propusemos inovador projeto de geração fotovoltaica para o Clube, levando à vultosa redução de seu gasto de energia adquirida, com a economia da conta de R$ 1,5 milhão para cerca de menos de R$ 500 mil por ano. Como maior projeto de sustentabilidade já executado no Clube, teve foco na eficiência energética e os investimentos, na ordem de R$ 3 milhões, foram oriundos do Programa de Eficiência energética da CEB. O programa foi implementado na gestão seguinte e inaugurado em 2020. Esse foi um passo inovador, mas é preciso retomar a agenda de eficiência energética como iniciativa voltada à sustentabilidade no Iate.

Como forma de ampliar o uso da energia limpa, levarei à discussão no nosso Conselho Deliberativo sobre o incentivo à mobilidade urbana com veículos que reduzam emissões, bem como a regulamentação no clube para a instalação, nos estacionamentos, de eletropostos para carregamento de veículos híbridos ou elétricos. Também se torna importante a permanente sensibilização dos Sócios e colaboradores a respeito da redução do consumo de energia, em especial em momento que se fala em crise hidrológica e redução de geração em decorrência da falta de chuvas.

Dar continuidade a essas iniciativas sustentáveis é imprescindível para que possamos oferecer à próxima geração de iatistas um clube que cuida, preserva e caminha em paz com a natureza e o meio ambiente.

Edison Garcia é presidente do Conselho Deliberativo do Iate Clube de Brasília

Grade horária dos jogos de futebol

Se você é fã de bola, os jogos de futebol do Iate, para Sócios acima de 16 anos, acontecem quatro vezes na semana. Confira na tabela abaixo.

Para participar dos jogos, não é necessário fazer matrícula. A Secretaria de Esportes Coletivos criou grupos de WhatsApp para ajudar na formação dos times. Caso tenha interesse em participar ou esclarecer dúvidas, entre em contato pelos telefones (61) 9.9942-5754 | 3329-8783.

*Para os jogos de domingo, o início está previsto para o segundo semestre de 2021.

Âncora completa 28 anos no Clube

Você conhece a história da âncora que ornamenta a entrada do Clube? A peça pertenceu ao navio oceanográfico “Almirante Álvaro Alberto”, adquirido pela Marinha do Brasil em 1987. Foi o primeiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao Almirante que se destacou no campo da Ciência e Tecnologia. 

A embarcação também foi pioneira em um novo tipo de comissão: a coleta de dados gravimétricos e magnetométricos, visando adquirir informações para o planejamento das operações navais. Até então, esse tipo de comissão só era levada a cabo por países de tecnologia avançada. 

Dentre as diversas operações que participou, destaca-se a realização, no ano de 1990, da comissão de Apoio Logístico à Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), como parte da Operação ANTÁRTICA VIII. 

Em 20 de dezembro de 1992, depois de um incêndio com duração de mais de 12 horas, o Navio Oceanográfico Almirante Álvaro Alberto afundou cinco milhas ao sul do Canal de Itapoã, próximo a Tapes (Rio Grande do Sul), onde se encontrava realizando levantamento da plataforma continental no Sul do País. 

História no Clube – Em junho de 1993, durante o mandato do ex-Comodoro Paulo Aurélio Quintella, a âncora foi doada ao Iate pela Marinha do Brasil, por intermédio do Diretor de Esportes Náuticos à época, Filinto Figueiredo Pacheco, e do chefe do Navio Oceanográfico, o Comandante Altineu Pires Miguens. Na gestão de Quintella, definiu-se que o melhor lugar para âncora histórica seria a entrada principal do Iate. E, desde então, a peça tornou-se um símbolo do Clube.

O Diretor Cultural, Flávio Schegerin Ribeiro, lembra que a doação ocorreu com o objetivo de promover entre os Sócios o espírito dos esportes náuticos. “Miguens era um entusiasta do tema, foi professor de navegação, escreveu muitos livros sobre a arte de navegar e também auxiliou a Marinha na elaboração de várias cartas náuticas, dentre elas a do Lago Paranoá”, comenta o Diretor. 

Alguns anos depois, no mandato do ex-Comodoro George Raulino, a peça foi trazida para o interior do Clube, enfeitando o nosso jardim. 

Em 2017, o então Comodoro e atual Presidente do Conselho Deliberativo, Edison Garcia, promoveu a modernização da entrada principal do Clube, restaurando o local de destaque destinado à âncora, retornando a peça ao seu lugar de origem. 

Recentemente, a peça foi revitalizada a pedido do Comodoro Flávio Pimentel, tendo sido pintada na sua cor original. “Tradicionalmente, os navios oceanográficos brasileiros recebem a pintura na cor branca e, por consequência, as âncoras têm a mesma coloração”, explica Pimentel.