Aulas de pintura continuam durante o isolamento

Aula online de pintura

As alunas do curso de pintura do EMIATE continuam produzindo lindas obras durante o período de isolamento social. Com o Iate fechado, a professora Jaqueline Marafon montou aulas online, por Skype, para que a prática não fosse interrompida. 

“Muitas das alunas ainda não tinham intimidade com a tecnologia. Então, as aulas da primeira semana foram mais de suporte e desenho livre. Na semanas seguintes já começamos com as pinturas e elas estão produzindo um quadro por semana, dentro do tema das aulas”, explicou a professora. A maioria das alunas aderiram às aulas online.

As aulas são coletivas e acontecem às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 14h30 às 17h30. As alunas estão adquirindo o material necessário pelo serviço de delivery da Casa das Artes e pelo Mercado Livre. “Como muitas das minhas alunas são da melhor idade e, assim, do grupo de risco da COVID-19, estão em casa sozinhas e os encontros online têm sido muito animados e bem proveitosos”, contou Jaqueline. Para aquelas que não conseguem acompanhar as atividades, a professora grava vídeos para ajudá-las a concluir a obra.

Como as aulas são práticas, a professora explica o passo a passo para o desenvolvimento do trabalho da semana, mostrando ao vivo para as alunas fazerem ao mesmo tempo. Quando elas precisam de ajuda, mandam fotos e a professora marca o que precisa ser corrigido. “Já fizemos quatro telas e dois desenhos. Estou orgulhosa! Eu dou a referência, mas elas estão tendo a oportunidade de testar os conhecimentos e estão produzindo seus quadros sozinhas”, disse Jaqueline. “Nessa situação de adversidade e mesmo com a orientação à distância, tem saído obras lindíssimas! Pretendemos fazer uma exposição depois, com as obras produzidas neste período”, contou.
Os Associados que ainda não são matriculados no curso também podem participar. Inscrições e informações na Secretaria do EMIATE, pelo telefone 9674-7786.

EMIATE oferece aulas online de violino e violão

Durante o período de isolamento social, para garantir a segurança dos alunos, o EMIATE passou a oferecer aulas online de violino e violão com os professores Konan Oliveira e David Evaristo Rosa, respectivamente.

As aulas de violino são individuais, realizadas via Skype e atendem adultos e crianças  a partir de 7 anos de idade. “É um trabalho novo e fico muito feliz de poder continuar ministrando essas aulas para os meus alunos. Se você está interessado a começar aprender a tocar violino eu posso te ajudar”, explicou o professor Konan Oliveira.

As aulas de violão estão sendo realizadas via WhatsApp, em dias e horários de preferência dos alunos, para adultos e jovens com idade a partir de 9 anos. “Todas as terças-feiras, às 18h, lançamos materiais de músicas e estudos para os alunos, por meio de vídeos e cifras escritas. O feedback está sendo bom, eles interagem frequentemente tirando dúvidas sobre os materiais postados. Por ser um método simples creio que todos possam participar”, contou o professor David Evaristo.

Os Associados que ainda não são matriculados nos cursos também podem participar. Inscrições, informações e o agendamento das aulas podem ser feitos por telefone, na Secretaria do EMIATE, número 9674-7786. O valor da mensalidade é R$ 110.

Uso indicado das máscaras caseiras

Mascara

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária divulgou algumas orientações a respeito do uso correto das máscaras caseiras. Confira:

FORMA DE USO

Antes de colocar a máscara no rosto deve-se:

a. assegurar que a máscara está em condições de uso (limpa e sem rupturas);

b. fazer a adequada higienização da mão com água e sabonete ou com preparação alcoólica a 70% (cubra todas as superfícies das mãos e esfregue-as juntas até que se sintam secas);

c. tomar cuidado para não tocar na máscara, se tocar a máscara, deve executar imediatamente a higiene das mãos;

d. cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais;

e. manter o conforto e espaço para a respiração;

f. evitar uso de batom ou outra maquiagem ou base durante o uso da máscara.

ADVERTÊNCIAS

a. não utilizar a máscara por longo tempo (máximo de 3 horas);

b. trocar após esse período e sempre que tiver úmida, com sujeira aparente, danificada ou se houver dificuldade para respirar;

c. higienizar as mãos com água e sabonete ou preparação alcoólica a 70% ao chegar em casa;

d. retire a máscara e coloque para lavar;

e. repita os procedimentos de higienização das mãos após a retirada da máscara; e

f. não compartilhe a sua máscara, ainda que ela esteja lavada.

LIMPEZA:

Ao contrário das máscaras descartáveis, as máscaras de tecido podem ser lavadas e reutilizadas regularmente, entretanto, recomenda-se evitar mais que 30 (trinta) lavagens.

a. a máscara deve ser lavada separadamente de outras roupas;

b. lavar previamente com água corrente e sabão neutro;

c. deixar de molho em uma solução de água com água sanitária* ou outro desinfetante equivalente de 20 a 30 minutos;

d. enxaguar bem em água corrente, para remover qualquer resíduo de desinfetante;

e. evite torcer a máscara com força e deixe-a secar;

f. passar com ferro quente;

g. garantir que a máscara não apresenta danos (menos ajuste, deformação, desgaste, etc.), ou você precisará substituí-la;

h. guardar em um recipiente fechado.

* Para preparar uma solução de água sanitária (2,5%) com água, por exemplo, você pode diluir de 2 colheres de sopa de água sanitária em 1 litro de água.

Caso você possua máquina de lavar, pode programar o ciclo completo de lavagem (lavagem, enxágue, secagem) de pelo menos 30 minutos com uma temperatura de lavagem de 60ºC.

Uso de máscaras será obrigatório no Distrito Federal

Como parte das ações de combate à proliferação do novo coronavírus, o uso de máscaras será obrigatório no Distrito Federal. Prevista para começar na última quinta-feira (30/04), a fiscalização nas ruas do DF foi adiada pelo governador Ibaneis Rocha, pois não foi possível produzir os itens em quantidade suficiente para atender a demanda de distribuição das máscaras às pessoas sem condições de comprá-las.

Além de adiar a fiscalização, o governador anunciou à imprensa que a reabertura do comércio no Distrito Federal não ocorrerá antes do dia 11 de maio. A previsão anterior era a de que lojas e outras atividades, como clubes recreativos, voltassem, com restrições, a partir deste domingo (03/05).

Quando começar a valer a obrigatoriedade do uso das máscaras, a multa para quem deixar de usar o item ao frequentar espaços públicos pode chegar a R$ 2 mil. Além disso, os infratores podem responder pelo crime de infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. A pena varia de um mês a um ano de detenção. O decreto que estabelece a penalidade foi publicado em edição extra do Diário Oficial (DODF) do dia 23 de abril. 

Segundo o texto, o uso de máscaras segue as orientações do Ministério da Saúde e elas devem ser usadas em espaços públicos, vias públicas, transporte coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços da capital. Segundo o decreto, o recomendado é que as pessoas usem máscaras feitas em casa.

No Iate – A regra já está valendo no Iate para os colaboradores e será estendida aos Sócios e prestadores de serviço, assim que o Clube for autorizado a reabrir as portas. O uso de máscaras passará a ser obrigatório não apenas para o acesso ao campus, mas em todas as dependências do Iate. Os frequentadores também deverão ficar atentos e respeitar as orientações das organizações de saúde e do GDF em relação ao distanciamento mínimo entre as pessoas.

Além disso, para garantir a segurança e o bem estar de todos, já foram adquiridos dois termômetros a laser, para a medição da temperatura corporal. Os equipamentos serão utilizados na portaria principal para limitar o acesso daqueles que apresentarem sintomas da doença. Já está aberto processo para a compra de mais termômetros para os demais portões de acesso ao Iate.

Máscara caseira – Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual e não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais. O Ministério da Saúde publicou, em seu site oficial, um manual para a produção e limpeza das máscaras caseiras.

Saiba como higienizar os alimentos antes de guardá-los na cozinha

A pandemia do novo coronavírus mexeu com os hábitos de higiene de todos. Uma rotina mais intensa de higienização de alimentos e produtos também passou a ser adotada por muita gente, o que até há alguns meses provavelmente não acontecia. 

O que fazer quando chegar das compras?

– Antes de cuidar dos alimentos e produtos, é necessário cuidar de si. Ao chegar em casa, tire os sapatos e troque de roupas. Não transite em casa com a mesma roupa usada na rua. Em seguida, lave as mãos e os braços até a altura do cotovelo.

– As sacolas plásticas e outras embalagens vindas de fora devem ser descartadas imediatamente. Depois disso, é hora de repetir o processo de lavar as mãos com água e sabão ou passar álcool 70%.

– Os alimentos embalados devem se desinfetados com álcool 70% ou lavados com água e sabão – no caso das embalagens que aguentam exposição à essas substâncias. Já os alimentos in natura, como frutas e verduras, devem ser lavados em água corrente e depois mergulhados em solução clorada, que deve ser feita com uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água. Em seguida, enxágue.

– Quanto às garrafas de vidro ou plásticas, a recomendação é que sejam higienizadas em água corrente e sabão e depois secas com papel toalha. 

Fonte: Jornal do Commercio (Pernambuco)

Esculturas homenageiam as mulheres

As três esculturas de mulheres em argila dispostas no campus do Iate foram esculpidas por Elifas Modesto. Intituladas “Mulheres lindas e explosivas”, segundo o artista, as esculturas expressam força e beleza, revelando o desolado da mulher proveniente do êxodo rural, em andrajos, olhos estatelados para o mundo indiferente, quase sempre grávidas, trazendo dentro de si o amanhã.

Para a produção das obras, ele se inspirou em sua própria esposa e na mitologia, com o intuito de retratar mulheres brasileiras e tropicais. “Assim cosendo os barros da vida, mulheres lindas e explosivas saem do quase nada para serem tudo, formando um mundo feminino e uma magia que encanta, porque só elas sabem o desempenho dos detalhes e os talhes e entalhes perfeitos, que contornam a criação”, disse Elifas Modesto. As mulheres criadas pelo artista trazem em suas faces a dor, alegria e solidão do povo latino e mostram uma humanidade torturada pelo sofrimento e, por isso, aberta à vida e à esperança.

Homenagem do Iate aos trabalhadores essenciais

Mesmo com o isolamento social frente à pandemia do novo coronavírus, todos os dias milhares de pessoas se deslocam e mercadorias são transportadas, para garantir a disponibilidade dos serviços e dos produtos essenciais para a sociedade. São motoristas, cobradores, policiais, bombeiros, porteiros, motoboys, trabalhadores da limpeza, de segurança, do setor de alimentação e tantos outros segmentos.

O Iate Clube de Brasília agradece e parabeniza esses trabalhadores essenciais e também aqueles que se dedicam atuando em diferentes linhas de frente do combate à Covid-19, especialmente os profissionais da saúde e pesquisadores.

E, claro, não podemos deixar de homenagear os colaboradores do Clube, que mesmo durante o período de fechamento, em cumprimento aos decretos do GDF, têm se dedicado para a manutenção do campus, para a segurança dos bens, para o atendimento ao Associado e nas atividades administrativas da nossa instituição.

A todos vocês, nosso muito obrigado!

Academia dá dicas de treinos e de nutrição nas redes sociais do Iate

Para amenizar os efeitos do período de isolamento social, que pode causar stress e ansiedade, o exercício físico pode ser uma excelente ferramenta, trazendo melhoria da condição física e mental. 

São inúmeros os benefícios da prática regular de atividade física e manter uma regularidade na prática é fundamental para promoção da sua saúde global. Pensando nisso, os profissionais de Educação Física da Academia do Iate, prepararam um rico material para que os Associados possam se exercitar mesmo que o Clube ainda esteja com as portas fechadas. São exercícios funcionais, baseados nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar, todos eles adaptados para serem executados em casa, sem acessórios ou no máximo com itens facilmente encontrados nas residências, como toalhas, cadeiras e sofá, entre outros.

Os treinos estão sendo publicados toda semana, nas páginas do Iate Clube de Brasília no Instagram e no Facebook. Aproveite as dicas dos professores e se exercite em casa! Mas, lembre-se sempre da importância de respeitar os limites do seu corpo, pois cada indivíduo tem seu ritmo. Como as as atividades são feitas sem supervisão, tenha sempre muita atenção aos movimentos, para evitar lesões e, caso sinta dor ou cansaço, pare e descanse. 

Alimentos aliados – A nutricionista esportiva da Academia do Iate, Laura Bianca Pires, também está dando dicas de alimentação nas redes sociais do Iate. Confira os cinco alimentos que ela listou como aliados na redução do estresse e da ansiedade, que podem ser muito úteis especialmente neste momento de distanciamento social:

1. Abacate: além de ser uma excelente fonte de gordura insaturada, que auxilia na redução do colesterol “ruim” LDL, também é rico em Beta-sitosterol, um excelente modulador de estresse.

2. Cacau (presente no chocolate 70%): fonte de flavonóides, que gera maior efeito protetor do sistema cardiovascular, e Triptofano (precursor da serotonina), que promove bem estar.

3. Semente de abóbora: fonte de triptofano (precursor da serotonina), que gera bem estar.

4. Aveia: fonte de fibras solúveis, que auxiliam na melhoria do trânsito intestinal, favorecendo o crescimento de bactérias benéfica e triptofano (bem estar).

5. Chás camomila e mulungu: regulam o sono por terem ação no neurotransmissor (GABA), que auxilia na redução dos níveis alterados de cortisol. A recomendação é de 4g ao dia.

Continua o serviço de manutenção do Iate

A Diretoria de Operações e Logística continua atuando na manutenção de todo o campus para deixar o Iate em perfeito estado, para quando puder reabrir as portas e receber novamente os Associados.

A grama tem sido cortada com maior frequência, já que por conta do aumento das chuvas, o crescimento é bem mais rápido. Também foi realizada a poda das árvores e a dedetização dos gramados e das plantas, contra formigas e pulgões.

A equipe do setor tem também se empenhado na limpeza geral do Clube, com cuidado especial ao mobiliário, como as cadeiras e mesas das piscinas, que foram todas lavadas.

Regras para acesso ao Iate dos Sócios Proprietários de Embarcações

O Governo do Distrito Federal (GDF) liberou o acesso aos donos de embarcações (veículos automotores) dentro das áreas de marinas de clubes recreativos localizados na orla do Lago Paranoá. A permissão foi publicada na edição do Diário Oficial do DF (DODF) da última segunda-feira, dia 20 de abril, Portaria Conjunta n० 05. Desta forma, fica liberado o funcionamento dos barcos e sua manutenção, mesmo durante o período de isolamento social. A medida considera toda a cadeia produtiva do segmento de veículos automotores, incluindo barcos.

Para o cumprimento da determinação sem que haja prejuízos para a saúde e bem estar de Sócios e funcionários, deverão ser observadas as seguintes regras para o acesso dos proprietários que possuem embarcações registradas na Marina do Iate Clube de Brasília:

– Será dado acesso ao Clube aos proprietários de embarcações que tenham o registro da Marinha em seu nome (proprietário ou co-proprietário) e registrado na Secretaria Náutica;

– O Sócio deverá solicitar o acesso à Secretaria Náutica e, após a conferência, será lançada uma permissão provisória para o dia e horário solicitado;

– O Sócio poderá indicar seu dependente para acessar e dar manutenção à embarcação;

– Não será expedido convite e autorização de embarque para não sócio;

– O Sócio deverá permanecer somente nas dependências do Setor Náutico;

– O acesso será para fazer manutenção na embarcação, limpeza e vistoria.

Deverão ser observadas, ainda, as orientações das organizações de saúde para evitar a proliferação do Novo Coronavírus. Assim, aqueles que obtiverem a permissão provisória para entrar no Iate, deverão usar máscaras, álcool em gel e respeitar o distanciamento de pelo menos 1,5m das outras pessoas, evitando aglomerações.

Mais informações na Secretaria Náutica, pelos telefones (61) 3329-8747 e 3329-8748. Atendimento todos os dias das 9h às 17h.