Foto histórica mostra o Iate Clube de Brasília na década de 70

Foto aérea do acervo da Diretoria Cultural mostra obras no Iate Clube de Brasília realizadas na década de 70. Na imagem é possível visualizar o Salão Social, projetado pelo arquiteto Milton Ramos, que foi inaugurado em abril de 1975, e o prédio da Antiga Sauna, construído em 1969. Ali funcionavam a sauna, o salão de beleza e uma sala de descanso.

Em destaque está também a Piscina do Feijão, um dos pontos mais frequentados pelos banhistas no Iate, desde sua inauguração até os dias atuais. Esta foi a primeira piscina a ser construída no Clube. Inaugurada no dia 23 de abril de 1961, o local foi totalmente reformado em 2001, mantendo, entretanto, o desenho original, de onde surgiu seu nome.

Esculturas homenageiam as mulheres

As três esculturas de mulheres em argila dispostas no campus do Iate foram esculpidas por Elifas Modesto. Intituladas “Mulheres lindas e explosivas”, segundo o artista, as esculturas expressam força e beleza, revelando o desolado da mulher proveniente do êxodo rural, em andrajos, olhos estatelados para o mundo indiferente, quase sempre grávidas, trazendo dentro de si o amanhã.

Para a produção das obras, ele se inspirou em sua própria esposa e na mitologia, com o intuito de retratar mulheres brasileiras e tropicais. “Assim cosendo os barros da vida, mulheres lindas e explosivas saem do quase nada para serem tudo, formando um mundo feminino e uma magia que encanta, porque só elas sabem o desempenho dos detalhes e os talhes e entalhes perfeitos, que contornam a criação”, disse Elifas Modesto. As mulheres criadas pelo artista trazem em suas faces a dor, alegria e solidão do povo latino e mostram uma humanidade torturada pelo sofrimento e, por isso, aberta à vida e à esperança.

Âncora do Navio Oceanográfico “ALMIRANTE ÁLVARO ALBERTO”

Um item histórico presente no campus do Iate, a âncora localizada na entrada do Clube, em frente à Secretaria Social, pertenceu ao navio oceanográfico “Almirante Álvaro Alberto”, o primeiro navio da Marinha do Brasil a participar do Programa Antártico Brasileiro e do levantamento da Plataforma Continental Brasileira. A peça foi doada ao Iate Clube de Brasília em junho de 1993, por intermédio do Comandante Altineu Pires Miguens. O Navio Oceanográfico Almirante Álvaro Alberto sofreu um incêndio, que o levou ao fundo da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, em dezembro de 1992.

#iate60anos

Escultura homenageia velejadores

Sabe aquela imensa escultura erguida no gramado em frente à Secretaria Social, na parte externa do Iate? Ela se chama “Flotilha” e é uma homenagem à Vela e a todos os velejadores do Clube.

Feita em aço, a obra foi idealizada pelo arquiteto e artista plástico Marcos França, que é Sócio do Iate, e financiada pela Petrobras. A inauguração foi em agosto de 2002 e contou com as presenças do artista, do Presidente do Conselho Deliberativo à época, Gerson de Sousa Lima, do então Comodoro, George Raulino, de diversos diretores e convidados e de Carlos Aurélio Werneck de Miranda e Silva, representando a Petrobras. 

A escultura foi inspirada na Semana de Vela, realizada no primeiro semestre daquele ano, e que trouxe para Brasília alguns dos melhores velejadores do mundo, como Robert Sheidt e os irmãos Torben e Lars Grael.

A obra mede 6,30m de altura, 6m de de comprimento e 5 de largura. Pesa 5 toneladas, foi pintada de esmalte sintético e é a representação estilizada de um conjunto de barcos à vela.

Iate Clube de Brasília completa 60 anos

Neste mês de abril, o Iate Clube de Brasília completa 60 anos. Apesar das festividades terem sido adiadas por conta do fechamento temporário do Clube, em decorrência dos decretos do Governo do Distrito Federal, são inúmeros os motivos para celebrar. O Iate, que foi um sonho realizado do Presidente Juscelino Kubitschek, é hoje um dos melhores e mais completos  clubes sócio esportivos do país e um dos ícones da capital brasileira. Fundado em 5 de abril de 1960, a história do Iate se confunde com a da cidade. O então presidente se referia ao espaço como sendo “a sala de visitas da nova metrópole”.

O Clube é conhecido por sua tradição e requinte e por oferecer um grande número de atividades esportivas e lazer para toda a família. É um agradável ponto de encontro para familiares e amigos. Com área de 150 mil m2, o Iate oferece uma estrutura completa para os mais de 3 mil Associados. Além bem cuidada e ampla área verde, com inúmeras espécies de flora e fauna, é possível encontrar campos de futebol em perfeito estado, sauna, academia, rinque de patinação, quadras diversas perfeitamente equipadas, sinuca, seis piscinas, restaurantes e lanchonetes, lava jato e instituto de beleza. As 23 churrasqueiras disponíveis complementam o ambiente, que se tornou o programa ideal para desfrutar um fim de semana de paz e alegria, além de curtir a bela vista do Lago Paranoá, mais um dos seus atributos.

Não podemos deixar de citar o CIATE e o EMIATE, que trazem atividades específicas para crianças e idosos, acolhendo-os em espaços que foram totalmente desenvolvidos pensando neles. As grandes e populares festas do Clube não podem ficar de fora da lista de atributos! As festas de Réveillon e Junina estão entre as mais esperadas e prestigiadas da cidade. Destaque também para o Iate in Concert, a Feijuca e o Luau do Iate, que trazem grandes espetáculos também muito apreciados pelos brasilienses. No decorrer da história do Iate, grandes nomes da música passaram por aqui, como as bandas Jota Quest (2013), Paralamas do Sucesso (2014), Skank (2015), Titãs (2016), Capital Inicial (2017), Biquini Cavadão e o maestro João Carlos Martins.

“O Iate é referência em lazer, esporte e cultura, atendendo a toda a Família Iatista com suas escolinhas esportivas e eventos que são referência na cidade. Toda essa estrutura permitiu não só que o Iate sediasse grandes eventos esportivos, mas que daqui surgissem inúmeros atletas de destaque”, pontuou o Comodoro Rudi Finger.

O Comodoro também destaca a constante modernização e aprimoramento do campus e dos serviços prestados. “Toda a evolução e melhoria do Clube só foram possíveis por causa do empenho, dedicação e determinação dos diversos Comodoros, Diretores e membros do Conselho Deliberativo que assumiram esses postos ao longo da história do Clube e não mediram esforços para que o Iate se tornasse um dos melhores clubes do Brasil”, pontuou Rudi Finger.

Para comemorar junto com os Sócios, vamos trazer símbolos históricos presentes no campus, eventos marcantes e curiosidades do Clube. Acompanhe!