Obras no ginásio em fase de finalização

Já estão em fase final as obras no Ginásio Poliesportivo do Iate Clube de Brasília. Iniciadas em junho, quando o Clube ainda estava de portas fechadas, as obras incluíram a troca do piso por um modelo mais moderno, a ampliação da entrada do Ginásio e do Ciate, próximo ao Posto Médico, com a instalação da cobertura em estrutura metálica, e o fechamento das estruturas (treliças) nas laterais do Ginásio com tela artística (vazada), para bloquear a entrada de pássaros.

Um antigo problema também foi corrigido no período: o recorrente alagamento do ginásio em épocas de chuvas. O Iate realizou uma obra nos sistemas drenagem do lençol freático e de águas pluviais, com bombeamento e desobstrução de redes. A medida foi para sanar o velho problema e vai proteger e garantir durabilidade ao novo piso recém instalado. 

Novo piso – O novo piso do Ginásio foi produzido e instalado pela Recoma, uma das empresas líderes no mercado de infraestrutura esportiva no Brasil. “Trata-se de um piso flutuante de madeira maciça Recomaflex Premium Grápia, com uma tecnologia moderna, usada nos melhores ginásios do Brasil e em ginásios onde são realizadas competições dos Jogos Pan Americanos”, contou o Comodoro Rudi Finger.

O piso tem sistema de absorção de impacto flutuante e é o único testado e aprovado segundo a norma alemã DIN 18.032 Part II, que serve de parâmetro para aprovação por diversas federações esportivas Nacionais e Internacionais. Este é, por exemplo, o piso oficial da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e também da Confederação Brasileira de Basketball (CBB). O acabamento do piso é feito com verniz de poliuretano especial anti-reflexivo e as demarcações das modalidades esportivas em tinta de alta resistência. “Com essa reforma, o ginásio do Iate contará com um dos melhores pisos para a prática esportiva e nossos atletas terão todo conforto e segurança de um piso de nível de competição”, comemorou o Comodoro.

Uso de máscaras é obrigatório no Iate e em todo o Distrito Federal

Como parte das ações de combate à proliferação do novo coronavírus, o uso de máscaras de proteção facial é obrigatório em todo o Distrito Federal. O decreto que estabelece a penalidade foi publicado em edição extra do Diário Oficial (DODF) do dia 23 de abril e continua válido.

Segundo o texto, o uso de máscaras segue as orientações do Ministério da Saúde e elas devem ser usadas em espaços públicos, vias públicas, transporte coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços da capital.

As multas pelo não uso de máscaras faciais são de R$ 2 mil para pessoas físicas e R$ 4 mil para pessoas jurídicas. O crime cometido por quem não usa o acessório tem previsão no artigo 268 do Código Penal e consiste em incidência de crime de infração contra medida sanitária preventiva. Pode ser aplicada pena de 1 mês a 1 ano de detenção, mais multa a ser aplicada pelo delegado, além dos R$ 2 mil.

Segundo o secretário do DF Legal, Cristiano Mangueira, a fiscalização vai endurecer ainda mais a partir desta semana. “Quanto às máscaras não cabe mais conscientização. A obrigatoriedade é a partir de maio, as pessoas precisam obedecer. Na primeira semana, haverá multa. Na segunda, as pessoas serão levadas à delegacia para responder por crime”, explicou. 

Soma-se a isso o Decreto nº 40.923, que dispõe sobre a reabertura dos clubes recreativos do DF, que inclui a exigência do uso de máscaras por todos os seus frequentadores. Segundo o decreto, aqueles que descumprirem as medidas exigidas estarão sujeitos à multa, interdição, suspensão de alvará enquanto perdurar o estado de calamidade pública e demais sanções administrativas e penais, nos termos previstos em leis e decretos que regem a matéria. 

No Iate – A obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção também consta nas regras de reabertura do Iate, amplamente divulgadas no Jornal do Iate, no site do Clube e nas redes sociais oficiais da instituição.

A regra está valendo no Clube para os colaboradores, Sócios e prestadores de serviço. O uso de máscaras é obrigatório não apenas para o acesso ao campus, mas em todas as dependências do Iate, durante todo o tempo de permanência. Os frequentadores também deverão ficar atentos e respeitar as orientações das organizações de saúde e do GDF em relação ao distanciamento mínimo entre as pessoas.

Com novo decreto, Iate amplia funcionamento

O Decreto nº 40.988, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal do dia 14 de julho,  alterou o Decreto nº 40.923 (26/06/20), que definia a reabertura dos clubes recreativos do DF. Com isso, o Iate pôde ampliar seu funcionamento, já que ficou permitida a abertura de academias, bares e restaurantes dentro dos clubes. Contudo, segue proibida a prática de esportes coletivos e a utilização das demais áreas de uso coletivo, tais como piscinas, churrasqueiras, saunas e afins, assim como a utilização de espaços para a realização de piqueniques ou outras atividades que gerem aglomeração.

Desde a última quinta-feira (16), o Iate passou a funcionar de segunda a segunda, das 6h às 21h. Todos os frequentadores devem continuar a seguir os protocolos e medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias e pelo Iate Clube, que incluem o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas; a utilização de álcool em gel 70% para higienização das mãos (será fornecido pelo Clube); e a utilização, durante toda a permanência nas dependências do Clube, de máscaras de proteção facial. Todos os Associados, colaboradores e concessionários continuam a ter a temperatura corporal aferida na entrada do Clube.

A Academia do Iate voltou a funcionar na última quinta-feira, seguindo as medidas previstas no Decreto nº 40.939, de 02 de julho de 2020. No mesmo dia, também foi permitida a reabertura de bares, restaurantes e demais concessionários instalados dentro do Clube, conforme regras do decreto específico.

O Iate solicita a importante colaboração de todos no cumprimento dos protocolos de segurança. O objetivo é garantir a saúde e bem estar de todos os frequentadores do Iate e evitar as sanções previstas nos decretos do GDF, que incluem aplicação de multa e interdição entre outras sanções administrativas e penais, nos casos de inobservância dos protocolos e das medidas de segurança recomendados.

LEGALIDADE ACIMA DE TUDO

A importância da tomada de decisões, em estrita observância aos princípios da legalidade e moralidade administrativa, tem sido a tônica das últimas gestões do Iate, que vêm implementando no Clube o necessário e imprescindível cumprimento dos ditames da lei.

Como é sabido, aqueles que lidam com o interesse e patrimônio coletivo, além de observarem a lei devem, também, seguir padrões éticos esperados.

Com base nisso, o Comodoro, visando cumprir a determinação do Conselho Deliberativo de demolir o prédio da Antiga Sauna, solicitou ao GDF que informasse se a referida edificação tem ou não valor histórico para a cidade, posto que o prédio foi edificado em 1959, antes mesmo de pertencer ao patrimônio do Clube, cujo projeto se tem notícia ser de autoria do renomado arquiteto Oscar Niemeyer.

A consulta ao GDF foi realizada em caráter preventivo, para que a demolição determinada pelo Conselho Deliberativo somente fosse executada após os esclarecimentos pertinentes, bem como após a concessão das autorizações que possibilitassem sua destruição.

Na última terça-feira, 14 de julho, o Secretário de Estado  de Desenvolvimento  Urbano e Habitação  do DF, respondendo a reiteração do pedido do Comodoro, informou que a área técnica ainda não concluiu o estudo, entretanto, não obstante a análise em curso, ressaltou  que “a demolição  do prédio em questão, independentemente de outras medidas a serem eventualmente aplicáveis, deverá ser precedida da necessária obtenção de licença específica para esse fim”, alertando, ainda, que “a realização de demolições sem a prévia obtenção da licença sujeitará o infrator às penalidades previstas em lei”.

Desse modo, a ausência de imediato cumprimento da determinação do Conselho Deliberativo está mais do que justificada, pois  o Iate, através de seu Comodoro, sempre toma decisões calcadas  em pareceres  de  sua Diretoria  Jurídica, que prima  pelo cumprimento absoluto das leis,  justamente para garantir ao Quadro Social que as decisões do Clube não trarão qualquer tipo de dano apto a impactar negativamente, seja nas suas finanças ou até mesmo no excelente conceito que goza em nível nacional, pois o Iate é reconhecidamente um dos melhores clubes sociais do país.

O Iate  tem  implantado   uma gestão  séria, transparente,  que prima  sempre pela lisura  e probidade dos atos praticados, a qual visa, antes de mais nada, o bem comum  do Quadro Social, independentemente  da  corrente política seguida,  pois ao tratar com zelo e responsabilidade os assuntos relativos à administração do Clube todos são beneficiados, não se podendo decidir açodadamente determinadas questões, sob pena de colocar em risco  tudo  o que se conquistou ao longo de seus 60 anos de existência.

PROTOCOLO DE REABERTURA – IATE CLUBE DE BRASÍLIA

A Comodoria do Iate Clube de Brasília, em conjunto com a Diretoria Administrativa e de Recursos Humanos, informa a todo o quadro social que, em atenção ao Decreto nº 40.988, de 14/07/2020, que alterou o Decreto nº 40.923, de 26/06/2020, que dispõe sobre a abertura de clubes recreativos no DF, possibilitando o funcionamento de academias, bares e restaurantes em seu interior e mantendo a vedação da prática de esportes coletivos e utilização das demais áreas de uso coletivo, tais como piscinas, churrasqueiras, saunas e afins.

Assim, a Comodoria do Iate Clube de Brasília passa a disciplinar internamente o cumprimento do Decreto nº 40.923, de 26 de junho de 2020, alterado pelo Decreto nº 40.988, de 14/07/2020, nos seguintes termos:

Art. 1º – O Iate Clube de Brasília, a partir do dia 16/07/2020, funcionará de segunda a segunda, das 6h às 21h, sendo que todos os frequentadores deverão observar, obrigatoriamente, os protocolos e medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias e pelo Iate Clube, inclusive:

  1. O distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas;
  2. A utilização de álcool em gel 70% para higienização das mãos, sendo que o álcool será fornecido pelo Clube;
  3. A utilização, durante todo o período em que estiver nas dependências do Clube, de máscaras de proteção facial, conforme disposto na Lei nº 6.559, de 23 de abril de 2020, e no Decreto nº 40.648, de 23 de abril de 2020;

§1º – Em observância ao que Determina o Decreto nº 40.923, de 26/06//2020 em conjunto com o Decreto 40.939, de 02/07/2020, todos os associados, colaboradores, concessionários, prestadores de serviços e demais frequentadores do Iate Clube de Brasília, terão sua temperatura aferida na entrada do Clube, sendo que a temperatura será registrada em planilha, na qual constará nome, data, horário e temperatura. A planilha ficará à disposição para conhecimento das autoridades em eventual caso de fiscalização.

§ 2º – Quando constatado febre ou estado gripal, será impedida a entrada ou permanência nas instalações do Clube, oportunidade em que haverá orientação de procurar o sistema de saúde.

§ 3º – A febre de que trata o § 1º deste artigo é caracterizado pela temperatura igual ou superior a 37,8 °C.

§ 4º – O associado, empregado, colaborador, concessionário e demais frequentadores que apresentar sintomas da COVID-19, será orientado a permanecer em isolamento domiciliar, pelo período de quatorze dias, exceto se apresentar resultado de exame laboratorial que comprove ausência de infecção pelo novo coronavírus.

§ 5º – Em observância ao que determina os Decretos nº 40.923, de 26/06/2020 e nº 40.939, de 02/07/2020, bem como em atenção às necessárias medidas de prevenção, está suspensa a utilização das catracas, bebedouros, armários e chuveiros do Iate Clube de Brasília.

§ 6º – Em atendimento ao que determina o Decreto nº 40.988, de 13 de julho de 2020, fica vedada a prática de quaisquer esportes coletivos, bem como a utilização de áreas coletivas, tais como piscinas, churrasqueiras, saunas e afins;

§ 7º – Está suspensa a realização de aulas coletivas e modalidades esportivas que propiciam contato físico.

§ 8º –  Em atendimento ao que Determina o Decreto nº 40.923, de 26/06/2020, fica vedada a utilização de espaços para a realização de piqueniques ou outras atividades que gerem aglomeração;

§ 9º – A Academia do Iate Clube de Brasília funcionará a partir do dia 16/07/2020, observando as determinações contidas no Decreto nº 40.939, de 02 de julho de 2020, e no Protocolo de Reabertura da Academia, normativo elaborado pela Diretoria do Espaço Saúde e Comodoria, publicado em 14/07/2020;

Art. 2º – Os bares, restaurantes e demais concessionários instalados dentro do Clube poderão funcionar, obedecendo as regras impostas no Decreto nº 40.939, de 02/07/2020, bem como as determinações descritas no Protocolo de Reabertura de Concessionários, normativo elaborado pela Diretoria Administrativa e de Recursos Humanos e Comodoria, publicado em 14/07/2020.

Art. 3º – O Iate Clube de Brasília publicará planilha contendo o horário de funcionamento dos concessionários estabelecidos no âmbito do Clube que optaram por reabrir, diante da autorização contida no Decreto nº 40.988, de 14/07/2020.

Art. 4º – As pessoas físicas e jurídicas sujeitar-se-ão ao cumprimento das medidas previstas nos Decreto nº 40.923, de 26/06/2020, nº 40.939, de 08/07/2020 e nº 40.648, de 23/04/2020, sob pena de multa, interdição e demais sanções administrativas e penais, nos termos previstos em leis e Decretos que regem a matéria.

§ 1º  A inobservância dos protocolos e das medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias previstas no Decreto nº 40.923, de 26/06/2020, sujeita o infrator, cumulativamente:

  1. às penas previstas no art. 10, da Lei federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977;
  2. à incidência de crime de infração de medida sanitária preventiva de que trata o art. 268, do Código Penal;
  3. à suspensão do alvará de funcionamento, enquanto perdurar o estado de calamidade pública gerado pela pandemia de COVID-19;
  4. à interdição total ou parcial do estabelecimento ou atividade pelos órgãos de fiscalização.

§ 2º As penas referidas no parágrafo anterior serão aplicadas tanto ao Clube quanto às pessoas físicas que descumprirem as regras contidas nos Decretos.

Art. 5º – A inobservância das normas descritas no presente normativo poderá acarretar na abertura de procedimento disciplinar, bem como está sujeita às sanções do Poder Público descritas no presente artigo.

Atenciosamente,

      Marili Maria Amorim P. Rodrigues Diretora Administrativa e de Recursos Humanos       Rudi Finger Comodoro

Iate reabre com rotina de segurança

O Iate Clube de Brasília reabriu no último sábado, dia 04 de julho, com protocolos de segurança, em cumprimento às determinações do Governo do Distrito Federal e da Organização Mundial de Saúde (OMS). Entre as medidas, estão o uso de EPIs pelos colaboradores, disponibilização de álcool em gel 70% em todos os setores e o uso de máscara de proteção facial obrigatório em todo o campus. Todos os frequentadores têm a temperatura corporal aferida na entrada e as mesas e cadeiras estão dispostas a uma distância mínima de dois metros umas das outras e são higienizadas com frequência. 

“Foi uma grande alegria reabrir as portas e voltar a receber a Família Iatista. Nesta primeira semana, pudemos observar que os Sócios foram nossos parceiros. Não registramos aglomerações ou resistência no cumprimento das novas regras impostas para a reabertura com segurança”, contou o Comodoro Rudi Finger.

Piscinas, churrasqueiras, sauna e outras áreas coletivas continuam proibidas, assim como a prática de qualquer atividade coletiva, inclusive piqueniques. Bares e restaurantes seguem funcionando apenas para a venda de bebidas não alcoólicas. Como os bebedouros estão interditados, é recomendável que o Associado traga sua garrafinha para água. Lembramos que o funcionamento do Iate, nesta fase, é das 7h às 20h, a partir de hoje dia 10. A entrada dos Sócios é realizada apenas pela Portaria Principal e a saída, exclusivamente pela Portaria Norte.

Iate reabre neste sábado com protocolos de segurança

O Decreto nº 40.923, publicado em edição extra do Diário Oficial do DF da última sexta-feira (26), autorizou que clubes recreativos da capital voltem a funcionar – sem piscinas e prática de esportes coletivos, no entanto. Em reunião realizada na mesma noite entre representantes dos clubes do DF ficou definido o dia 4 de julho, este sábado, para a reabertura integrada. De acordo com o Sindicato de Clubes e Entidades de Classe Promotoras de Lazer e Esportes do DF (Sinlazer), o tempo foi necessário para que a retomada ocorra com segurança sanitária dos Sócios e dos funcionários. 

Entre as medidas que devem ser cumpridas, de acordo com o decreto, estão que os empregados devem fazer uso de EPIs, bem como os colaboradores e os prestadores de serviço. Álcool em gel 70% é item de disponibilização obrigatória, assim como o uso de máscara de proteção facial. Todos os frequentadores devem ter a temperatura corporal aferida. Mesas e cadeiras devem estar dispostas a uma distância mínima de dois metros umas das outras e higienizadas com frequência. A mesma metragem de afastamento deve ser aplicada às pessoas.

Piscinas, churrasqueiras, academias, saunas e outras áreas coletivas continuam proibidas, assim como escolinhas esportivas e a prática de qualquer atividade coletiva, tanto esportiva quanto recreativa – como piqueniques, a fim de evitar aglomerações. Bares e restaurantes só poderão funcionar para a venda de bebidas não alcoólicas e não será permitido o consumo de alimentos no interior do Clube. Como os bebedouros estarão interditados, é recomendável que o Associado traga sua garrafinha para água.

“Já vínhamos nos preparando para a reabertura e a última semana foi essencial para que fizéssemos os ajustes finais visando a total adequação ao decreto do Governo do Distrito Federal, para podermos receber nossos Sócios com segurança e comodidade”, explicou o Comodoro Rudi Finger. “Durante todo o tempo que o Clube ficou com as portas fechadas, realizamos um intenso trabalho de limpeza e desinfecção por todo o campus e reformamos vários setores que necessitavam de reparos. Estamos preparados para receber a Família Iatista de braços abertos”, completou.

A entrada dos Sócios será apenas pela Portaria Principal e a saída será exclusivamente pela Portaria Norte. Os demais acessos estarão fechados. Confira abaixo o que vai funcionar no Iate a partir deste sábado, com restrições. Cada setor terá suas regras de acesso e uso afixadas na entrada, que deverão ser lidas pelos Sócios antes da utilização.

  • Pista de cooper
  • Mesas e cadeiras das áreas abertas (no distanciamento correto – não será permitido juntá-las)
  • Sinuca
  • Tênis de Mesa
  • Tênis
  • Squash
  • Náutica
  • Patinação

Sanções – Segundo o decreto do GDF, aqueles que descumprirem as medidas exigidas estarão sujeitos à multa, interdição, suspensão de alvará enquanto perdurar o estado de calamidade pública e demais sanções administrativas e penais, nos termos previstos em leis e decretos que regem a matéria. A inobservância dos protocolos e das medidas de segurança recomendados por autoridades sanitárias citadas no decreto está sujeita às penas previstas no artigo 10 da Lei Federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977, além da implicação criminal de que trata o artigo 268 do Código Penal.

Regras para a reabertura do Iate Clube de Brasília – 1ª fase

Levando-se em conta o Decreto  nº 40.923, de 26/06/2020, que dispõe sobre a reabertura dos clubes  recreativos do Distrito Federal, a Comodoria do Iate  resolve:

1. O Clube retornará   suas atividades com a abertura dos seus portões no próximo dia  04 de julho de 2020 (sábado), em horário restrito, das 9h às 17h.

2. A entrada ocorrerá exclusivamente pela portaria social principal e a saída será pela portaria norte (náutica). As demais, permanecerão fechadas.

3. No ato da entrada, todos os Associados serão submetidos à medição de temperatura  e, se for detectada temperatura igual ou superior a 37,3 graus, não será permitido o acesso, ocasião em que serão orientados a procurar uma unidade de saúde.

4. Todos os Associados somente serão admitidos na dependência do Clube se estivem fazendo uso de máscaras  de proteção facial.

5. Durante a permanência nas dependências do Clube, todos os Associados devem se manter usando  máscaras de proteção facial. Aqueles  que se negarem a usá-las serão convidados a deixar as suas dependências.

6. Não será permitida a entrada e nem consumo de alimentos (piqueniques) no interior do Clube.

7. Os Associados podem entrar  nas dependências do Clube somente com água, sucos ou refrigerantes, sendo terminantemente proibida a entrada e consumo de bebida alcoólica.

8. Os restaurantes e lanchonetes  permanecerão fechados.

9. O  Espaço Saúde (Academia, Sauna, SPA, salão de beleza) permanecerá  fechado.

10.  As piscinas permanecerão fechadas, assim como as atividades esportivas nelas praticadas como natação, deep water e polo aquático;

11.  Não será permitido, no primeiro momento, a prática  de esportes coletivos, tais como:  futebol, futsal, beach tênis, vôlei, basquete, peteca, jogos de cartas. O mesmo ocorre com o judô, embora seja esporte individual.

12.  As churrasqueiras permanecerão isoladas e com as reservas suspensas.

13.  Os bebedouros ficarão isolados e não será permitido seu uso.

14.  Os Associados, no interior do Clube, devem permanecer distantes 2 metros uns dos outros, evitando-se todo e qualquer tipo de aglomeração.

15.  Os Associados devem lavar as mãos com frequência, bem como utilizar álcool em gel disponível em diversos pontos espalhados pelo Clube.

16.  Não será permitida a entrada de convidados. Está vedada a emissão de convites.

17.  Se o Associado estiver gripado ou com febre, não deve comparecer ao Clube.

A inobservância dos protocolos e medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias listadas acima sujeitam o Associado infrator às penas previstas estatutariamente.

Brasília, DF, 1 de julho de 2020.

RUDI FINGER

Serviços de manutenção em todo o Iate

O Iate está ficando cada vez melhor para quando puder reabrir as portas e receber os Associados. Os serviços de manutenção em todo o campus continuam incessantemente.

Esta semana a equipe da Diretoria de Operações e Logística realizou, entre outros serviços, uma limpeza na orla do Lago Paranoá. O Espaço Poliesportivo Sul também recebeu limpeza minuciosa em toda sua extensão, incluindo o lustre. Esse serviço se estendeu aos vidros, na área externa, na entrada do Clube, e ao Quiosque do Atleta. O mesmo aconteceu com o local onde ficava o Restaurante do Farol, que passou por limpeza integral, inclusive no telhado. Os colaboradores do setor também fizeram a limpeza e higienização do bebedouro da Tribuna do Futebol.

O DOL está reformando os jardins em frente às quadras de Tênis, reformulando o jardim em frente à Sede Social e continua executando a limpeza da área nobre, atrás dos galpões da Engenharia. O serviço já chegou à área da reciclagem. As equipes fizeram a retirada de ervas daninhas de todo o gramado. Foi realizada também a recuperação do gramado e a retirada de piso de concreto na área das piscinas infantis.

No Iate TV, foi realizada a limpeza geral, a manutenção nos aparelhos de ar condicionado, das luminárias e das máquinas de café. As escadas do toboágua receberam pintura nova e foram instalados os móveis novos na churrasqueira G1.