No saibro ou na lisonda, Iate fecha mais um ano de vitórias no tênis

A cada ano, as 15 quadras de tênis do Iate (sendo seis cobertas) recebem dezenas de eventos internos, regionais, nacionais e internacionais. As competições movimentam tenistas da casa e convidados de diferentes idades.

A excelência da infraestrutura do complexo tenístico é extremamente elogiada por todos e faz com que os associados desfrutem, com muita qualidade, de todas as atividades desenvolvidas diariamente no tênis, como aulas particulares, clínicas infantojuvenis, escolinhas infantis, barragens, jogos informais, torneios internos e torneios com a participação de público externo e, os mais aguardados pelos tenistas do Iate, os torneios profissionais.

No ciclo olímpico 2017-2020, o tênis infantojuvenil do Iate ficou em 5º lugar no Ranking dos Clubes do Comitê Brasileiro de Clubes, à frente de verdadeiras potências no cenário brasileiro, como Minas Tênis e Pinheiros. “Para o ciclo olímpico 2021-2024, temos a ambiciosa meta de melhorar ainda mais a nossa tão privilegiada posição”, revela Gilson Machado da Luz, Diretor de Esportes Individuais e vice-Diretor de Tênis.

Em 2021, os representantes do Iate alcançaram resultados expressivos em praticamente todas as competições em que participaram, destacando-se os seguintes resultados obtidos pelos tenistas infantojuvenis.

Entre as conquistas, destaca-se as de Pedro Chabalgoity, que, no seu primeiro ano na categoria 14 anos, foi campeão de dois torneios do grupo principal da Confederação Sul-Americana de Tênis (COSAT) e semifinalista em outro, além de ter obtido ótimos resultados em torneios disputados na Europa e nos Estados Unidos.

Frederico Cabral é o primeiro colocado do Ranking Nacional Infantojuvenil 2021 da Confederação Brasileira de Tênis – categoria 12 anos. O título foi alcançado após as vitórias no Circuito Nacional da CBT; no Brasil e no Bahia Juniors Cup; na Copa FBT G1; entre outros torneios. Fredinho ainda fez parte da conquista do terceiro lugar do Time Brasil no Sul-Americano 12 anos.

Pedro Garcia, João Vieira e Caio Dourado integram o time infantojuvenil masculino que tem defendido a bandeira do Iate Brasil afora com belas vitórias.

A Iatista Mariana Soares encerrou 2021 com a 4ª colocação no ranking da CBT – categoria 14 anos -, sendo a única do Distrito Federal entre as dez primeiras. Mari venceu em importantes torneios, como a XXIX Copa São Paulo de Tênis – Troféu Marilia Silberberg; o COSAT – Serra Negra International Junior Series I e II; e a Copa FBT G1.

A jovem tenista Letícia Caldararo foi a grande campeã na categoria 18 anos da 7ª etapa do Circuito Estadual Infantojuvenil 2021, realizado no Rio de Janeiro. A atleta também foi semifinalista em duplas.

Outro excelente resultado para o Iate foi o da tenista Rafaela Guimarães durante a 36ª edição do Bahia Juniors Cup, que, pela primeira vez, foi semifinalista na categoria 12 anos.

O técnico do Iate, Santos Dumont, convocado pela Confederação Brasileira de Tênis, liderou a equipe feminina brasileira formada por Ana Cruz (RS), Beatriz Rodrigues (AM) e Victoria Barros (SP), a qual conquistou o título sul-americano dos 12 anos feminino, em Lima, no Peru.

Na categoria master, o destaque continua sendo do sócio Rodrigo Starling, invicto em todos os torneios internos da primeira classe que já disputou nas quadras do Iate.

“Agora, temos uma safra infantil que promete, em breve, trazer ainda mais conquistas para o Clube. Meninas e meninos entre 8 e 10 anos têm participado de festivais e competições locais e, desde já, apresentam boa técnica, desenvoltura e excelentes resultados”, afirma o Diretor.

Gilson comenta que, em relação aos torneios disputados nas quadras de saibro do Iate, o grande destaque foi, sem sombras de dúvidas, o Aberto da República, maior competição internacional de tênis profissional realizada no Brasil em 2021.

O torneio reuniu profissionais destaques do ranking internacional na disputa de duas competições simultâneas: o Challenger ATP 80 masculino e o ITF W60 feminino. O evento foi realizado pela Confederação Brasileira de Tênis e pelo Iate Clube de Brasília, chancelados pelas associações internacionais de tenistas profissionais masculino (ATP) e feminino (ITF).

“Sucesso de público e crítica, o evento primou pela organização impecável dentro e fora das quadras e o Iate foi vitrine durante a semana dos jogos, já que as disputas de altíssimo nível técnico foram transmitidas para o mundo todo”, finaliza Gilson Luz.