Conselho Deliberativo aprova por unanimidade contas do Clube no exercício de 2021

Em reunião realizada na última segunda-feira (28), o Conselho Deliberativo aprovou por unanimidade os relatórios de desempenho que reúnem informações sobre a performance financeira e patrimonial do Clube em 2021, as chamadas demonstrações contábeis, apresentadas pela Administração. Também foram ratificados pelo plenário a decisão da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo que trata da emissão de convites extraordinários por parte de diretores e vice-diretores e as regras para uso da estação de recarga de veículos elétricos (eletroposto).

Presidente da Comissão Fiscal, Jorge Eduardo Barreto Brasil detalhou, em apresentação aos conselheiros, o método adotado para elaboração do parecer  acerca das contas do Iate Clube de Brasília, no período de janeiro a dezembro do ano passado.

“Examinamos os dados em consonância às normas vigentes de contabilidade, entre eles o balanço patrimonial e o demonstrativo de execução orçamentária que inclui receitas e despesas. Os prazos de entrega dos documentos foram cumpridos, assim como nossos questionamentos e recomendações foram atendidos ou justificados com transparência pelo Conselho Diretor”, elogiou.

Em linhas gerais, Brasil ressaltou que as finanças do Clube apresentam excelentes indicadores. “Fica evidente através dos índices de liquidez e do capital de giro que operamos com boa saúde financeira. Mesmo com perdas significativas de receita, conseguimos arcar com todas as obrigações e não comprometemos os próximos anos. Encerramos 2021 com fluxo financeiro positivo e com todas as contas em dia”.

Ao analisar a parte orçamentária, o grupo de trabalho percebeu que as receitas e despesas tiveram execução de 83%  e 87% do total previsto, respectivamente, enquanto apenas 54% dos recursos destinados a investimentos foram aplicados no último exercício.

Recomendações

Ao defender a aprovação do parecer da Comissão Fiscal, Jorge Eduardo Barreto Brasil apresentou recomendações operacionais ao Comodoro Flávio Pimentel para 2022.

“Sugerimos padronizar os contratos dos concessionários, mensurando valor por concessão ou a partir de mecanismos como preço do aluguel por metro quadrado ou percentual sobre o faturamento. Outro ponto que pode ser aprimorado é o processo de contabilização das obras e benfeitorias do Clube, por meio de cronograma físico e financeiro mensal. São pequenos ajustes que fazem grande diferença”, indicou.

O relatório propõe ainda adaptações nos valores incluídos na categoria “Credores Diversos”, que diz respeito ao saldo remanescente de títulos que foram retomados pelo Iate em 2017. Além disso, aconselha a adequação no cálculo das vendas e aquisições de títulos, em que o saldo da conta apresente apenas o valor dos títulos patrimoniais.

A decisão da Mesa Diretora do Conselho Deliberativo ad referendum que restabelece a emissão de convites extraordinários por parte de diretores e vice-diretores, em vigor desde 10 de março, foi o segundo item da pauta endossado por todos os votantes no plenário. Com isso, o Conselho Diretor fica autorizado a regulamentar, por resolução própria, as condições e parâmetros, em especial quanto à quantidade, objeto e regra de transparência das entradas disponibilizadas.

Sobre a instalação do eletroposto nas dependências do Clube, os conselheiros decidiram que o uso do ponto de recarga será gratuito e limitado a duas horas por veículo elétrico, conforme estipulado pela Administração e validado pela Comissão de Infraestrutura. O equipamento estará à disposição do Associado no estacionamento em frente ao Espaço Concierge (próximo à portaria central).

O presidente do Conselho Deliberativo, Edison Garcia, afirmou que a adoção de iniciativas sustentáveis como essa deixam um legado à próxima geração de iatistas. “Essa é uma doação feita pela nossa patrocinadora Eurobike BMW e vai abrigar uma vaga de fornecimento de energia. Essa iniciativa é pioneira no Iate e segue a tendência no DF de incentivo à mobilidade urbana com veículos que reduzam emissões de carbono. Queremos ser referência e sermos lembrados como um clube que cuida, preserva e caminha em harmonia com a natureza”, salientou.

Homenagem

O Conselho Deliberativo prestou homenagem à família do Conselheiro Nato Dário Clementino, que integrava a Comissão de Infraestrutura e faleceu aos 79 anos no fim de fevereiro. O presidente Edison Garcia entregou uma placa à dona Irene, esposa de Clementino, em gesto de respeito e admiração pelos trabalhos prestados por ele ao Iate Clube e ao Distrito Federal. A vice-presidente Ana Cláudia Barreto ofereceu buquês de flores aos familiares.

Amigo de longa data, o conselheiro Luiz André Almeida Reis lembrou de Clementino como um homem de perfil simples e conciliador e destacou sua brilhante atuação como engenheiro civil. “Conheci poucas pessoas que se dedicavam e amavam tanto o trabalho. Ele sempre será lembrado como responsável por grandes obras no DF, como o Edifício dos Correios e a quadra da 206 Norte. No Iate, foi um dos primeiros sócios a ingressar no quadro social. O legado de Clementino é eterno”, resumiu.