Novos regulamentos e reforma do cycling são aprovados pelo Conselho Deliberativo

Em reunião realizada na última segundafeira (25), o Conselho Deliberativo aprovou quatro matérias que facilitam a gestão e aperfeiçoam os serviços disponibilizados pelo Clube. Entre elas, estão a atualização do regulamento de admissão de sócios e a reforma da sala de cycling indoor. 

Presidente da Comissão Social, o Conselheiro Felipe Rocha abriu os trabalhos com a leitura do relatório que tratou do aprimoramento das normas de entrada ao quadro social. Em sua fala, destacou que a modernização é necessária, citou que a exigência de documentos mais recentes evita distorções e explicou que foram feitas adequações que seguem a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). 

“As alterações tornam o processo mais rápido e favorecem o trabalho da Comissão de Sindicância, que acumula muitos documentos para serem analisados. É preciso dar esse passo importante, garantindo segurança jurídica e inovação ao Iate”, defendeu Rocha. Após a discussão, o parecer foi aprovado com uma emenda. 

Na sequência, foi discutida a revisão das normas relacionadas ao regime de concessão de compras e serviços. O Conselheiro Edward Borba, presidente da Comissão de Governança, explanou que a fragilidade de contratos chamou a atenção e ressaltou que é preciso haver outros modelos de contratação, especialmente para situações mais corriqueiras e que não despendam grandes volumes financeiros. 

“O modelo de permissão, por exemplo, se baseia na qualificação técnica, permite que a gestão tenha mais condições para trabalhar e garante eficiência no processo. Outra mudança importante é a inclusão de uma avaliação técnica sistemática para controle e fiscalização da prestação de serviços”, pontuou. 

Sobre o problema de contratos de concessionários vencidos, o presidente do colegiado, Edison Garcia, recordou que o tema já é debatido há algum tempo e assinalou que, via de regra, eles deveriam ser rescindidos. “Gosto da ideia de mecanismos de agilidade, com prorrogação de contratos uma única vez. Acredito que um sistema de governança em que o Clube possa manter quem presta bom serviço seria eficaz”, reiterou. 

A única sugestão acatada e incluída no texto é que o Clube restrinja a contratação de terceirizados via pessoa física. 

Reforma da sala de cycling 

Boa notícia para os frequentadores da Academia: a reforma da sala de cycling vai sair! O texto, que havia sido retirado de pauta na última reunião, foi acatado sem modificações. “Há recursos destinados para a obra (R$ 570 mil), já previstos no orçamento. De toda forma, fica aqui nosso apelo para que a gestão da Academia siga um planejamento único”, indicou. 

O último item da pauta foi a criação do regulamento do Emiate. Durante a leitura do relatório, o Conselheiro Eduardo Toledo esclareceu que os preços das atividades oferecidas serão definidos pelo Conselho Diretor.