Cuidados com o patrimônio do Clube

Com o objetivo de levar ao conhecimento dos Associados a história do Iate por trás das imagens fotográficas e das telas, com o apoio do Diretor Cultural, Flávio Schegerin Ribeiro, a vice-Diretora Cultural, Sílvia Sbardellini Frabetti, realiza um trabalho permanente de restauração e de realocação das obras, espalhando arte e história por todo o Clube.

Em 2016, a vice-Diretora, com apoio de um funcionário da Engenharia e da funcionária do Cultural Vanderlina, restaurou cerca de 50 obras de artes que estavam com as molduras e as telas danificadas. Após as restaurações, as obras ficaram expostas no Iate TV para que os Sócios pudessem apreciar as telas que até hoje enfeitam nossos ambientes. Com o sucesso dessa exposição, várias outras aconteceram no espaço.  Deu-se início a realização de outras exposições no espaço.

Segundo Sílvia Sbardellini Frabetti, “a ação teve como objetivo proporcionar bem-estar aos Sócios e aos colaboradores. Esse trabalho constante, além de decorar os ambientes do Clube, nos possibilita zelar, permanentemente, pelo acervo”, explica.

Outra ação relevante, idealizada e conduzida pela vice-Diretora desde 2016, são os Espaços de Leitura dedicados aos apaixonados por literatura. Atualmente, são quatro pontos: no hall do DOL, na Secretaria do Tênis, no Iate TV e no Setor Náutico.

Nossa história – Continuando nossa série de fatos históricos sobre o Clube ao longo dos seus 61 anos, na primeira foto, temos uma vista aberta da Piscina do Feijão  na década de 80.

A primeira edição da tradicional Colônia de Férias do Iate foi realizada em 1980. Vejam quantas crianças já prestigiavam o evento desde então.

O Pavilhão Carlos Ramos, uma homenagem ao médico que foi um dos grandes incentivadores dos esportes náuticos de Brasília, foi inaugurado em março de 1988. Mais tarde, o local foi batizado de Bar do Farol e hoje é um dos pontos mais bonitos do Iate.