Campanha já arrecadou uma tonelada e meia de alimentos

A “sala de visitas da nova metrópole”, como se referia o Patrono Juscelino Kubitschek ao Iate, está completando mais um ano de história. A fundação do Clube data de 5 de abril de 1960. Entretanto, como a sua história se confunde com a de Brasília, as festividades são comumente realizadas no dia 21 de abril, data da inauguração da capital da República. Um verdadeiro vínculo de progresso no coração do Brasil.

Infelizmente, em razão da pandemia, mais uma vez, o Clube não pode celebrar os seus 61 anos com as tradicionais festividades. Mas, com o apoio do Quadro Social, pode fazer ainda melhor: arrecadar alimentos não perecíveis e destiná-los ao Comitê Emergência Covid-19 e às instituições cadastradas pelo Encontro Master do Iate (Emiate)  por meio da campanha “Iate Solidário”. 

E é o que tem acontecido! Graças aos parceiros e mobilizadores da iniciativa, que arrecadaram contribuições em dinheiro em seus grupos de relacionamento, o Conselho Diretor fará a entrega das 150 cestas básicas adquiridas com esses recursos para a campanha “Iate Solidário”. 

A iniciativa é mais uma fase da estratégia de mobilização para que mais Sócios e demais interessados contribuam com a ação. Somando-se todas as doações recebidas até o momento, já foi arrecadada uma tonelada e meia de alimentos. Lembrando que as contribuições podem ser feitas até o dia 10 de maio. 

Destinação – Parte das doações será destinada ao Comitê de Emergência Covid-19 do Governo do Distrito Federal. Criado em março de 2020, o Comitê é responsável por receber, planejar e coordenar campanhas de arrecadação das doações, bem como elaborar ações a serem desenvolvidas para o enfrentamento dos impactos negativos ocasionados pela pandemia da Covid-19 que afetam milhares de famílias em todo o DF.

Diversos órgãos participam da rede de captação, entre os quais as Secretarias de Desenvolvimento Social, Economia, Saúde, Orçamento, entre outros. Atualmente, as doações recebidas via Comitê são distribuídas entre os pólos da Defesa Civil, responsável por destiná-las diretamente às famílias em situação de vulnerabilidade social ou às instituições cadastradas pelo GDF.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, faz um convite à Família Iatista. “Juntos, podemos acabar com a fome do país inteiro. Vamos fazer esta corrente aqui no Distrito Federal e provar que a solidariedade salva? Afinal, a responsabilidade de ser solidário é de todos nós. Contamos com a sua colaboração”, enfatiza.