Disputa por vaga em Roland-Garros reuniu melhores juvenis do Brasil no Iate

Disputar um Grand Slam é o sonho de todo tenista. Em busca deste sonho, 32 jovens atletas competiram, de 07 a 10 de setembro, no Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo, realizado nas quadras do Iate Clube de Brasília. Ana Candiotto e Nicolas Zanellato foram os campeões do torneio e vão viajar à França com as despesas pagas no fim de setembro para enfrentarem os vencedores da mesma competição na Índia e no México. Essa seletiva vale vaga na chave principal do Roland-Garros Júnior.

Atletas do Instituto Tênis (SP), os dois jovens tiveram uma semana muito consistente no Iate. Atualmente, Ana é a 535ª colocada no ranking mundial juvenil da ITF e Nicolas é o 103º entre os garotos. O título representa um atalho para eles chegarem às grandes competições. “Vai ser incrível estar em Roland-Garros, que sempre foi o meu Grand Slam favorito. Quero treinar muito para aproveitar essa experiência, pois vai ser muito bom estar lá com as melhores do mundo”, comemorou Ana, de apenas 16 anos. “Foi uma semana muito boa, em que consegui apresentar um bom nível de tênis. Eu estou muito feliz por poder ir para a França, poder jogar um Roland-Garros Juvenil e pisar no mesmo saibro em que o Guga pisou”, vibrou Nicolas, de 18 anos.

Com a realização liberada pelo Decreto Nº 41.150/2020 do Distrito Federal, a competição foi realizada em conformidade com as recomendações sanitárias vigentes e adotou uma série de medidas restritivas em relação ao coronavírus. “Foi uma grande honra para o Iate sediar a importante disputa, possibilitada pela parceria entre a Federação Francesa de Tênis e a Confederação Brasileira de Tênis, com a estreita participação também da Federação Brasiliense de Tênis e do Iate Clube de Brasília. Essa união de esforços foi fator decisivo para a chancela da Secretaria de Esporte e Lazer e do Governador Ibaneis Rocha para autorizar esse evento esportivo. Estamos orgulhosos por termos atendido a atender a todas as solicitações e protocolos que o momento exige e termos realizado um evento seguro e com grande qualidade”, afirmou Gilson Luz, Vice-diretor de Tênis.