Iate coloca em prática mais medidas de prevenção à COVID-19

Como mais uma ação de prevenção ao contágio e à proliferação do Novo Coronavírus, desde a última quarta-feira, dia 06 de maio, todos os funcionários do Iate Clube de Brasília estão tendo a temperatura corporal medida pela equipe do Serviço Médico, na Portaria Norte.

A medição é obrigatória e só têm acesso às dependências do Iate aqueles que não apresentarem alterações ou sintomas da doença. Para tanto, está sendo utilizado um modelo moderno de termômetro que realiza a medição à distância, sem necessidade contato físico com as pessoas. “É nossa obrigação zelar pela saúde e pelo bem-estar dos colaboradores. Por isso, na situação que estamos vivendo hoje, medir a temperatura dos funcionários é uma questão de segurança para todas as pessoas que trabalham no mesmo ambiente”, esclareceram o Diretor do Serviço Médico, Nelson Diniz, e o Comodoro Rudi Finger.

A equipe do Serviço Médico está trabalhando em segurança, com o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI) completo e específico para profissionais de saúde, que inclui máscaras, luvas, touca e avental descartável.

Máscaras – Desde o dia 16 de abril o uso de máscaras é obrigatório para os colaboradores do Iate que continuam trabalhando em prol da manutenção do campus e das atividades administrativas do Clube durante o período de isolamento social.

Cada colaborador recebeu duas unidades que foram produzidas internamente pelo Setor de Capotaria, da Diretoria de Operações e Logística (DOL), dentro das orientações do Ministério da Saúde. O tecido utilizado foi o tricoline, que é feito a partir de uma construção com tela, que conta com a resistência e a leveza do algodão, sua principal matéria prima.

O objetivo é proteger os empregados e começar a praticar esse hábito, que passou a ser um comportamento obrigatório contra a proliferação da COVID-19. Junto às máscaras, foi entregue um folder com as instruções de uso, cuidados necessários e indicação para a correta limpeza das mesmas.